Tranquilo e sereno. Mesmo após a convincente vitória do Coritiba sobre o Holanda por 3 a 0 nesta quarta-feira (4), pela Copa do Brasil, o técnico alviverde elogiou seus comandados, mas evitou qualquer tipo de euforia pela classificação. Para o treinador, o time tem melhorado a cada jogo.

"Jogamos respeitando o adversário e partindo para cima. Conseguimos o placar e poderia até ter sido mais. O importante é que demos um passo importante para próxima fase", disse. Sobre o próximo adversário, Bahia ou Potiguar, Wortmann despistou. "Não podemos ter preferências ainda. Lá deu empate e o jogo será decidido na Bahia. A característica desta competição é a surpresa e vamos esperar".

Wortmann elogiou a melhora no entrosamento do setor ofensivo. "A gente procura passar confiança aos jogadores da frente. Dá para perceber que há um melhor entendimento entre Hugo e o Marcos Aurélio, mas concordo que o aproveitamento tem que melhorar. Primeiro damos confiança e depois treinamento. Fazíamos dois gols, um, e agora fizemos três em dois jogos. Temos melhorado".

Sem ligar para as críticas, Wortmann defendeu o atacante Hugo, autor de um dos gols do time na vitória desta quarta-feira. "O Hugo e o Marcos Aurélio estão fazendo gol. Não posso exigir que eles façam três por jogo. Tenho conversado com o Hugo e tenho confiança nele. Ele só precisa deixar de ser inconstante. Ele é introvertido e estou lhe passando confiança. Potencial ele tem".

Jogadores versáteis

O treinador do Coritiba elogiou a disposição de alguns jogadores, em especial Douglas Silva e Rodrigo Heffner (que voltou ao time após três meses de contusão). "O Rodrigo é um jogador que é consciente, tático, trabalha bem a bola e chega na frente. Sabe se posicionar como lateral e também como ala. Pela versatilidade dos jogadores ,podemos mudar a forma de jogar durante o jogo".

O Coxa volta a campo no domingo, a partir das 15h30, contra o J.Malucelli. "Antes de começar o campeonato, fizemos um jogo-treino contra eles com os jogadores que não estavam atuando. Fiquei impressionado com a competitividade deles. Apesar de ter sido só um treino, deu para ver que é um time bem armado e competitivo. Depois vamos pegar o Paraná, que tem melhorado no campeonato. São dois jogos complicados e fora de casa", explicou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]