Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Estádio Janguito Malucelli virou atração no futebol local. | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Estádio Janguito Malucelli virou atração no futebol local.| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Fundado em 1998 como Malutrom, o J. Malucelli Futebol S.A. está oficialmente de portas fechadas após 19 anos de atividade.

O presidente de honra do clube, Joel Malucelli, confirmou à reportagem da Gazeta do Povo que decidiu abandonar o futebol após a equipe ser rebaixada no Paranaense 2016. Os funcionários, inclusive, já foram dispensados.

“É verdade que estamos fechando. Não participamos nem do arbitral da Série Prata. Cansamos, desanimamos”, afirmou o dirigente.

LEIA MAIS: O J. Malucelli acabou. Fará alguma falta ao futebol paranaense?

O time foi punido com a perda de 16 pontos por causa da escalação irregular do atacante Getterson no Estadual. Apesar de ter recorrido em todas as instâncias, a punição foi mantida e o Jotinha acabou rebaixado para a segunda divisão estadual.

Com a decisão pelo fechamento tomada, nem as categorias de base do Jotinha permanecem funcionando. “Para ter a base, obrigatoriamente teríamos de participar do profissional. Assim, encerramos a base também”, revelou Joel.

Primeiro clube empresa do Brasil, o J. Malucelli chegou a mudar de nome em 2009, em uma parceria com o Corinthians. Com logotipo e uniforme em alusão ao time que tem a segunda maior torcida do país, o Corinthians Paranaense acabou em julho de 2012.

LEIA MAIS: O J. Malucelli sempre aliviou para o Coritiba. Mito ou verdade? Veja os resultados

Foi ainda como Malutrom, contudo, que a equipe conquistou seu título mais importante: o Módulo Verde/Branco da Copa João Havelange, em 2000, equivalente à Terceira Divisão do Brasileirão.

Outra façanha aconteceu em 2009, quando a equipe terminou o Paranaense na segunda colocação, atrás do campeão Atlético.

Joel Malucelli não descarta um eventual retorno do Jotinha, mas condiciona a volta a mudanças no cenário do futebol estadual e nacional. “Voltaremos quando o Campeonato Paranaense for mais promissor e quando a série D for mais prestigiada”, avisa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]