i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Vôlei de praia

Lesão tira brasileiro Pedro Cunha do Mundial da Noruega

Parceiro de Pedro Solberg sofre fissura na tíbia esquerda e dupla deixa campeonato. Brasileiras avançam com primeiro lugar de suas chaves

  • PorGloboEsporte.com / Globo.com
  • 01/07/2009 11:35

Uma lesão na perna esquerda tirou Pedro Cunha do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, realizado na Noruega, e pode deixá-lo de molho pelo resto da temporada. De acordo com informações da TV Globo, o atleta tem uma fissura na tíbia. Seu parceiro, Pedro Solberg, deverá jogar as próximas etapas do Circuito Mundial ao lado de outro jogador.

Com uma vitória e uma derrota em Stavanger, a dupla de "Pedros" entraria em ação nesta quarta-feira contra os americanos Brad Keenan e Nick Lucenapara lutar por uma vaga na próxima fase da competição. No entanto, exames realizados por Pedro Cunha antes da viagem à Noruega revelaram a fissura na tíbia. Ao tomar conhecimento do resultado, o atleta desistiu imediatamente do torneio. Ele voltará ao Brasil nesta quinta-feira para se reunir com seus médicos e dar início ao tratamento. Ainda não se sabe quanto tempo será necessário para a recuperação.

"Vou levar pelo menos alguns meses", contou Pedro Cunha.

Talita/Maria Elisa e Juliana/Larissa garantem liderança

No entanto, nem tudo são más notícias para o vôlei brasileiro no Mundial. Na manhã desta quarta-feira, três parcerias venceram seus compromissos. Talita/ Maria Elisa e Juliana/Larissa garantiram a liderança de suas chances e avançaram à próxima fase invictas. Já Billy e Bruno Schmidt, que dependiam de um bom resultado para seguir na disputa, fizeram bonito e também asseguraram a classificação.

Previamente classificadas para a segunda fase, as líderes do ranking mundial Talita e Maria Elisa superaram um compromisso difícil pela primeira colocação do grupo B. A dupla derrotou as chinesas Chen Xue e Ying Zhang por 2 sets a 0, parciais de 21/14 e 21/19, em 42 minutos.

"Acredito que esta tenho sido nossa melhor partida na primeira fase. Talita e eu conversamos muito sobre a nossa atuação contra a dupla da Holanda porque sabíamos que teríamos que jogar melhor para vencer as chinesas. Elas formam uma ótima dupla, mas conseguimos nos manter concentradas e isso ajudou", festejou Maria Elisa.

Juliana e Larissa, que precisavam derrotar as tchecas Hana Klapalova e Tereza Petrova para se classificar sem depender de outros resultados, brilharam. Não só confirmaram a classificação, como também ficaram com a primeira colocação do grupo C. As brasileiras levaram apenas 38 minutos para vencer por 2 a 0, parciais de 21/16 e 21/19. Assim, encerram a fase classificatória sem perder um só set.

Billy e Bruno Schmidt superam derrota na estreia e também avançam

Derrotados na estréia do Campeonato Mundial, Billy e Bruno Schmidt mostraram ter aprendido a lição. Com muita personalidade, os brasileiros passaram por cima do tropeço e venceram os dois jogos seguintes, somando cinco pontos e assegurando a segunda vaga do Grupo L. Nesta quarta, eles bateram os noruegueses Tarjei Skarlund e Martin Spinnangr por 2 a 0, parciais de 21/12 e 21/15, após 37 minutos de partida.

Outras duas duplas brasileiras entram em ação durante a tarde. As irmãs Maria Clara e Carolina, que medirão forças com as belgas Liesbeth Mouha e Liesbet Van Breedam pela a liderança do Grupo H, e os vice-campeões olímpicos Márcio e Fábio Luiz, que buscarão a ponta do Grupo J diante dos espanhois Pablo Herrera e Adrian Gavira.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.