Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A direção do Liverpool anunciou no site oficial da equipe que aceitou vender o clube inglês aos donos do Boston Red Sox, equipe de beisebol dos Estados Unidos, e informou que vai ingressar com uma ação judicial contra os atuais donos para obrigá-los a realizar a transação.

Os coproprietários Tom Hicks e George Gillett afirmaram na terça-feira que se oporiam aos esforços do grupo investidor New England Sports Ventures (NESV), proprietário do Red Sox, assim como ao interesse e proposta de um grupo asiático, alegando que ambas propostas "desvalorizariam drasticamente" o valor da equipe inglesa, 18 vezes campeã nacional.

Os donos do Red Sox ofereceram pagar cerca de 300 milhões de libras por um clube com dívidas que somam 285 milhões de libras. A proposta foi recebida pelos membros não proprietários da diretoria, assim como pelo presidente Martin Broughton, contratado por Hicks e Gillett em abril para vender a equipe, o diretor executivo Christian Purslow e o diretor comercial Ian Ayre.

"Estou satisfeito por termos sido capazes de concluir um processo de vendas que tem sido longo e cansativo", disse Broughton. "Ao retirar o peso da dívida com a aquisição, a oferta nos permite focar no financiamento da equipe", explicou. "Estou apenas decepcionado que os proprietários tentem de tudo para evitar que o acordo seja alcançado e que temos que ir para um processo judicial a fim de completar a venda".

Broughton disse que a oferta da New England Sports Ventures "é a melhor e que preenche os critérios originais para encontrar um novo dono adequado". O presidente do clube afirmou que "a filosofia do NESV é ganhar e tem plenamente demonstrado isso no Red Sox", disse Broughton. "Estivemos reunidos em Boston, Londres e Liverpool por várias semanas e estou muito impressionado com o que alcançaram e sua visão para o Liverpool".

Antes de uma reunião na terça-feira para discutir a oferta, os atuais proprietários tentaram sem sucesso mudar o conselho de administração, com a troca do diretor executivo Purslow e do diretor comercial Ayre por um dos filhos de Hicks e o controlador financeiro de sua empresa.

A ação legal contra a Hicks e Gillett aumentaria os problemas de um dos clubes mais poderosos da Inglaterra, mas que agora está na zona de rebaixamento do Campeonato Inglês. Hicks e Gillett foram obrigados a colocar à venda ao clube em abril, depois de terem dificuldades de cumprir pagamentos relativos ao processo de aquisição da equipe em 2007.

Hicks pretendia vender o clube por cerca de 600 milhões de libras, um valor que nenhum investidor está dispostos a pagar. Os proprietários compraram o clube por 174 milhões de libras (276 milhões) e assumiram passivos de 44,8 milhões de libras.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]