A torcida inglesa, que foi a Mônaco esperando uma boa performance do campeão mundial Lewis Hamilton, acabou comemorando mais uma pole position de Jenson Button | Robert Pratta/Reuters
A torcida inglesa, que foi a Mônaco esperando uma boa performance do campeão mundial Lewis Hamilton, acabou comemorando mais uma pole position de Jenson Button| Foto: Robert Pratta/Reuters
  • Saiba mais sobre o GP de Mônaco
  • Veja como ficou o grid de largada

Um tempo fantástico nos últimos instantes do treino classificatório, com o cronômetro já zerado, deu ao inglês Jenson Button a pole position para o GP de Mônaco de Fórmula 1. O piloto da Brawn GP cravou 1min14s902, segundos após o finlandês Kimi Raikkonen marcar 1min14s927. O ferrarista larga em segundo, com Rubens Barrichello em terceiro.

Felipe Massa, que bateu o bico de seu carro no começo do treino, teve tempo e condições de se recuperar para continuar na atividade. Ficou em quinto lugar. Nelsinho Piquet, da Renault, que também chegou a rodar na pista, não conseguiu se classificar para a última etapa do treino oficial e acabou em 12º lugar. A prova será realizada hoje, às 9 horas (de Brasília).

Como é difícil fazer ultrapassagens durante as corridas nesse circuito de rua, largar nas primeiras posições é uma grande vantagem. Das 55 corridas já disputadas em Mônaco, em 45 o vencedor havia largado entre os três primeiros do grid, o que equivale a 82%.

Em Mônaco, a Brawn, única equipe a marcar pontos com seus dois pilotos em todas as corridas nesta temporada, tenta manter o surpreendente desempenho. Button lidera o Mundial-2009 com 41 pontos, à frente de Barrichello, que tem 27. Na terceira posição aparece Vettel, com 23, e em quarto está o Mark Webber, com 15,5.

O pós-treino foi marcado por lamentos e reclamações dos pilotos. Piquet puxou a fila, ao falar da rodada que prejudicou seu desempenho na segunda parte do treinamento. "Foi um pouco melhor do que eu esperava antes de começar o fim de semana, mas ficou abaixo do que esperei depois. O balanço do freio não estava bom e tive de ir acertando. Quando ele amaciou, voltou o balanço e acabou ficando mais traseiro. Por isso acabei rodando", disse, em entrevista à Rede Globo. "Pelo menos peguei experiência e isso faltou no ano passado", acrescentou, satisfeito.

O campeão mundial Lewis Hamilton errou ainda na primeira parte do treino – bateu na curva Mirabeau – e largará em 16º. "Meu fim de semana, no que se refere à chance de vitória, está certamente acabado. Não sei no que eu estava pensando. Cometi um erro. As coisas estavam boas (desde quinta-feira)", disse à BBC.

A Toyota e Jarno Trulli reclamaram de Fernando Alonso, que teria atrapalhado o desempenho do italiano, 19º no grid. Seu companheiro, Timo Glock, sai em 20º. "Quase coloquei o carro no Q2, mas infelizmente nas duas últimas curvas encontrei com a Renault que acabou me bloqueando e por isso perdi tempo em minha volta rápida", queixou-se Trulli.

Ao vivo

GP de Mônaco, às 9 horas, na RPC TV.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]