Ex-presidentes, Lula e FHC não estarão no Maracanã em 5 de agosto. | Istituto Lula e Arquivo GRPCOM/
Ex-presidentes, Lula e FHC não estarão no Maracanã em 5 de agosto.| Foto: Istituto Lula e Arquivo GRPCOM/

Os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) afirmaram que recusaram o convite para participar da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, no próximo 5 de agosto.

Ambos foram convidados para a ocasião pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), após aval do presidente interino, Michel Temer (PMBD). Ele será o responsável pela declaração que marca o início das Olimpíadas de 2016 -uma breve aparição de autoridades é tradição nas cerimônias de abertura.

Além dos dois ex-chefes de Estado, a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) também foi convidada para o evento e recusou. “Não pretendo participar da Olimpíada em uma posição secundária”, declarou em entrevista à RFI (Radio France Internacionale) na última segunda-feira (25).

Guia da Olimpíada Rio-2016

Leia a matéria completa

Dilma disse à imprensa estrangeira que a realização dos Jogos são resultado das iniciativas dela e do ex-presidente Lula, que se esforçou para escolha do Rio de Janeiro, em outubro de 2009, como cidade-sede das Olimpíadas de 2016.

“Em primeiro lugar, esses Jogos são frutos de um grande trabalho do ex-presidente Lula, no sentido de trazê-los para o Brasil. Em segundo, houve grande esforço do governo federal, que viabilizou a estrutura”, afirmou a presidente afastada na entrevista.

O COI ainda convidou os ex-presidentes José Sarney (1985-1990) e Fernando Collor de Mello (1990-1992). Por meio da assessoria de imprensa, Collor declarou que não recebeu o convite. Sarney não foi localizado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]