Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal| Foto:

Dia 8 de junho de 2019. O Paraná Clube vence o Coritiba por 3 a 2 pela Série B. Paralelo ao clássico que teve um Couto Pereira lotado, um casal comemorava a chegada de sua primeira filha. A mãe coxa-branca e o pai paranista. Quis o destino que a pequena nascesse bem no dia do Paratiba.

Rafaella estava prevista para nascer nesta segunda-feira, dia 10, mas as contrações indicaram que ela nasceria no dia do clássico.

Foi bem engraçado a coincidência, até porque o parto estava agendado para segunda. Nós dois íamos para o jogo, cada um de um lado. Até que lá pelas 14h eu entrei em trabalho de parto e tivemos que correr pro hospital. Poderia ter nascido no jogo”, conta a mãe Aliny Gohenski.

“No fim, quando começou o jogo, já estávamos no quarto e acompanhamos por aqui mesmo”, completa.

TABELA: Veja a classificação e os próximos jogos da Série B

A mãe Aliny Gohenski vai desde pequena ao Couto Pereira influenciada, principalmente, pelo pai. Já o pai, Jean Alves, é daqueles paranistas que se emocionam só de ouvir falar do clube. Desde criança torce pelo Tricolor das arquibancadas.

A paixão pelo futebol uniu os dois, que viraram amigos, melhores amigos. Mas, depois de idas e vindas, o amor bateu na porta dos dois. Em 2015 começaram a namorar. No fim de 2017 casaram e, em menos de dois anos, tiveram a surpresa de ter Rafaella em seus braços.

Com o futebol sempre presente na família, a data escolhida por Rafaella não poderia ter sido outra. Dentro de campo comemoração paranista, mas fora dele, a comemoração foi de coxa-brancas e tricolores na Família Alves Gohenski.

"A gente decidiu que ela que vai escolher para quem vai torcer. Mas ela escolheu nascer em um dia que o Paraná ganhou. Acho que isso é um sinal, ela veio para mudar os ares do Tricolor", acredita Jean.

"Eu quero passar para ela o que meu pai me passou: o amor pelo Coxa. Ela foi em jogos na minha barriga e o time ganhou. Então, ela trouxe sorte para a gente também", rebate a mãe.

Agora resta saber para quem Rafaella vai torcer, Coritiba ou Paraná? Só o tempo dirá.

11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]