Iago Maidana comemora na Arena da Baixada o gol do Paraná contra o Internacional.
Iago Maidana comemora na Arena da Baixada o gol do Paraná contra o Internacional.| Foto: Albari Rosa/ Arquivo Gazeta do Povo

Apresento aqui a minha lista com os seis jogos que ajudam a entender o Paraná Clube. São bons e maus momentos que, somados, fazem uma linha do tempo que explica a história de 30 anos do Tricolor. A ideia é assumidamente copiada do The New York Times e de O Globo.

É óbvio que a trajetória paranista não tem apenas estes primeiros 30 anos – tem todo o histórico de Água VerdeFerroviárioColoradoPinheiros e os outros clubes que originaram o Tricolor. Mas como já temos uma geração (ou duas) de torcedores que só viveram o Paraná Clube, a lista se restringe ao momento atual.

Paraná Clube 1×0 Cascavel – 10/02/1990

primeira vitória veio na segunda partida da história do Paraná. Ela teve a essência do que seria marcante nos trinta anos seguintes – a participação decisiva da baseSérgio Luís não era um garoto, mas era egresso das categorias inferiores do Pinheiros, de onde saiu uma fornada de grandes jogadores tricolores.

Vitória 0x1 Paraná – 11/07/1992

título da Série B de 1992 é o mais festejado pelos tricolores. Não só por ser uma das grandes conquistas da história, mas também por ser o coroamento de um time que colocou o Paraná no cenário nacional. Relegados por seus clubes de origem, Régis e Saulo lideraram um time que fez bonito dentro do estado e fora de nossas divisas. E Otacílio Gonçalves definiu ali seu posto como maior técnico paranista.

Paraná 3×0 União Bandeirante – 06/06/1997

Se na Série B de 1992 veio o coroamento, o título paranaense de 1997 marca o fim de uma geração, e o fim do melhor momento do Paraná nestes trinta anos. O pentacampeonato já tinha a marca de outros garotos formados no clube, como Ricardinho e Ageu. Tinha a presença de Rubens Minelli – “Quando se fala em Paraná Clube, lembro do Minelli”, disse Paulo Vinícius Coelho, o PVC, no último podcast De Letra da Tribuna do Paraná. E tinha Caio Júnior, herói daquela conquista e nome fundamental na história do clube.

Paraná Clube 1×2 Libertad – 03/05/2007

E se o Paraná Clube tivesse se classificado na Libertadores? Uma pergunta que fica na cabeça desde aquela noite na Vila Capanema em que o Tricolor não conseguiu superar o time de Guiñazú – a eliminação veio no Defensores del Chaco, mas a derrota em casa fez diferença. A campanha até as oitavas de final já era histórica, mas a chance de seguir na competição era real. Mas não deu. E o confronto com o Boca Juniors acabou não acontecendo.

Paraná 2×2 Arapongas – 23/04/2011

Poucos momentos foram tão dramáticos para o Tricolor como o rebaixamento no Campeonato Paranaense de 2011. Ali as falcatruas que dirigentes fizeram no clube cobraram a conta e o Paraná atingiu o fundo do poço. Infelizmente não dá pra dizer que as administrações de lá para cá são perfeitas, mas aquela cena levou os paranistas a cobrar cada vez mais seus dirigentes.

Paraná 1×0 Internacional – 03/10/2017

O Paraná Clube é viável. Se alguém tinha dúvida disso, aquela terça-feira na Arena da Baixada provou que é possível sim colocar o Tricolor nos eixos. A noite marcante de quebra de recorde de público no estádio do rival Athletico deixou claro que, caso bem gerido e com pessoas competentes, dá pra sair da crise e fazer do Paraná um time à altura de seu destino.

Leia Também:

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]