Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

série b

Paraná reage, faz três, mas perde para Ponte Preta

Macaca fecha o placar em 4 a 3, em partida em que os tricolores reclamam da arbitragem

  • Cícero Bittencourt, especial para a Gazeta do Povo
Lateraa Gleydison cai na derrota por 4 a 3 do Paraná para a Ponte |
Lateraa Gleydison cai na derrota por 4 a 3 do Paraná para a Ponte
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Paraná bem que tentou. Marcou três bonitos gols na casa do adversário, mas saiu derrotado na partida contra a Ponte Preta, nesta sexta-feira (21), no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). A Macaca venceu por 4 a 3 em um jogo muito movimentado.

O Tricolor segue em décimo na tabela, com 44 pontos e vê cada vez mais distante a classificação à Série A do Brasileiro. Além disso, a equipe precisa ainda conquistar dois pontos para se livrar de vez do fantasma da degola. Mas a dificuldade dos jogos tem preocupado os jogadores, que embora tenham feito um bom segundo tempo contra a Macaca, não têm mostrado consistência e regularidade nas últimas partidas.

“Está dificil. Cada jogo é uma decisão. Temos que manter o equilíbrio para buscarmos os resultados e afastarmos de vez o risco do rebaixamento e conseguimos uma posição melhor na tabela”, afirmou o técnico Guilherme Macuglia.

Os problemas físicos têm sido outra grande preocupação da comissão técnica. Após o jogo, Macuglia reclamou, mais uma vez, da condição atlética do elenco. “Temos que administrar os problemas com lesão e cansaço que estamos enfrentando todos os jogos. Se nós tivéssemos jogadores com condições de jogar os 90 minutos teríamos uma condição melhor, mas sempre temos que fazer as trocas porque os jogadores não aguentam o jogo todo”, reclamou o treinador.

Contra a Ponte Preta mais dois jogadores saíram de campo com problemas de lesão. O atacante Giancarlo sentiu uma torção no joelho direito e o lateral Gleidison reclamou de cãimbras. Os dois serão avaliados durante a semana para saber se tem condições de jogo.

“Isso atrapalha bastante. As contusões fazem com que o time não tenha um conjunto”, confessou o atacante Ricardinho, autor de um dos gols na partida contra a Ponte Preta.

O jogo

A equipe de Campinas saiu na frente em um lance duvidoso. O juiz deu pênalti de Brinner em cima do atancante Ricardinho, mas a jogada foi fora da área. Na cobrança, Ricardo Jesus abriu o placar, aos 44 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo, a vice-líder da Série B ampliou em uma cobrança de escanteio, com Ferrón, aos 11. Lima, cobrando falta com muita categoria, diminuiu para o Tricolor, aos 18 minutos.

A Ponte Preta voltou a ficar na frente no placar com dois gols de Lúcio Flávio, aos 34 e aos 46. Ricardinho descontou, para o Tricolor, aos 35, e no último minuto de jogo, Marinho, em um bonito lance, fez o terceiro do Paraná, mas já não havia tempo para a reação.

Os jogadores saíram de campo reclamando da arbitragem. “O juiz nos prejudicou. Nosso time jogou bem, mas não deu”, afirmou Ricardinho.

O próximo adversário será o São Caetano, que luta contra o rebaixamento e deve impor dificuldades ao Tricolor na Vila Capanema.

Suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o zagueiro Cris e o volante Itaqui desfalcam a equipe. Dinélson, Zé Carlos, Rone Dias e Jefferson Maranhão vão fazer trabalhos físicos durante a semana e podem retornar ao time para o confronto contra a equipe paulista.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE