i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Espanha

Perante 50 mil pessoas, Kaká chega ao Real e veste a 8

Apresentação do meia brasileiro, exibida ao vivo pela tevê, supera chegadas dos galácticos. Segunda é a vez de Cristiano Ronaldo

  • PorFolhapress
  • 30/06/2009 21:01
Kaká saúda a torcida merengue no Santiago Bernabéu: “É um dia indescritível, inédito e histórico para mim”, disse o meia brasileiro | Javier Soriano/AFP
Kaká saúda a torcida merengue no Santiago Bernabéu: “É um dia indescritível, inédito e histórico para mim”, disse o meia brasileiro| Foto: Javier Soriano/AFP

Perfil nada galáctivo ganha destaque entre os espanhóis

"Kaká representa todos os valores do madrilismo."

As palavras do presidente do Real Madrid, Florentino Perez, durante a apresentação do meia, ontem, perante 50 mil torcedores, resumem o sentimento dos espanhóis com a chegada do jogador brasileiro.

Leia a matéria completa

  • Kaká exibe a camisa 8 que vestirá no Real Madrid ...
  • ... para delírio dos fãs que levaram pôsteres ...
  • ... e cartazes à sua apresentação no Bernabéu

Madri - A apresentação de Kaká no Real Madrid bateu todos os recordes. O brasileiro foi recebido ontem por cerca de 50 mil torcedores no Estádio Santiago Bernabéu, público maior do que nas chegadas de Figo, Zidane, Beckham e Ronaldo, astros do primeiro time galáctico, armado pelo Real no começo da década.

Parecia dia de clássico em Madri, tamanho o movimento em torno da arena. "Nunca vi nada parecido com isso", afirmou Kaká. "O que mais se aproximou foi a chegada do Ronaldinho no Milan."

Mais portões tiveram de ser abertos, mais seguranças foram contratados. Pela primeira vez na história do clube um jogador foi apresentado à noite (20h30 locais, 15h30 de Brasília) – para que quatro emissoras espanholas pudessem transmitir o evento ao vivo, em horário nobre. Pelo menos 350 jornalistas cobriram a chegada do meia à Espanha. O site do Real Madrid ficou o dia inteiro fora do ar ontem.

"É um dia indescritível, inédito e histórico para mim", declarou Kaká. Em vários momentos, o jogador repetiu que só deixaria o Milan (seu ex-clube) se fosse para jogar no Real.

A negociação que fez o jogador mudar de Milão para Madri custou 65 milhões de euros (R$ 178 milhões). Questionado sobre o valor da transação, e se julgava valer tanto dinheiro, o brasileiro não hesitou: "Não sou eu que estipulo os valores. Mas se eles acharam que foi justo, então foi justo."

Campeão e melhor jogador da Copa das Confederações, encerrada domingo, o meia escolheu a camisa número 8 para vestir nas próximas seis temporadas. O volante argentino Fernando Gago, que a usava, ficou com a 5.

Kaká foi a primeira grande contratação de Florentino Pérez, magnata da construção civil que no mês passado assumiu a presidência do Real Madrid pela segunda vez. A primeira havia sido entre 2000 e 2006, quando armou a primeira galáxia, que faturou alto fora de campo e deixou a desejar nos resultados. O período de 2003 a 2006 foi o maior jejum de títulos da história do clube.

Por isso mesmo, Kaká fez questão de marcar diferenças com aquele time. "Já participei de times com jogadores muito talentosos, mas que não ganharam nada. E outros com menos talento que conquistaram títulos. É preciso sacrifício para conseguir os objetivos", afirmou.

O outro astro contratado por Pérez foi Cristiano Ronaldo, eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo em 2008. O português saiu do Manchester United por 94 milhões de euros (cerca de R$ 258 milhões), maior transação da história do futebol.

Kaká disse que, ao ser contratado, não sabia das negociações com Cristiano Ronaldo. "Florentino Pérez me convenceu com um projeto, nunca me falou a respeito de nenhum nome", afirmou. E prometeu que não haverá problemas com o português, com quem disputou o prêmio de melhor do mundo nos últimos dois anos.

"Somos jogadores totalmente compatíveis dentro de campo", argumentou. "E, fora dele, não vai ter ciúme ou vaidade. Somos atletas experientes." Kaká também citou Casillas, Guti e Raul, os principais espanhóis da equipe, a quem chamou de "grandes jogadores". O salário de Cristiano Ronaldo será de 13 milhões de euros por ano (R$ 35,6 mi), contra 9 milhões de euros (R$ 24,6 mi) do brasileiro.

Na próxima segunda-feira o português será apresentado no Bernabéu. Mais recordes serão quebrados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.