Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O ex-goleiro e capitão da seleção paraguaia, José Luis Chilavert, conhecido por suas declarações polêmicas, disparou nesta quarta-feira pesadas críticas contra os presidentes da Bolívia, Evo Morales, e da Venezuela, Hugo Chávez. A informação é da agência de notícias italiana "Ansa".

O ex-jogador do Vélez Sarsfield atacou Morales por ele haver anunciado, recentemente, que pretende levar ao Paraguai o programa de alfabetização "Yo sí puedo", criado em Cuba.

"Que fique claro a Evo e Chávez que não vamos permitir que se metam no Paraguai. Se Evo fala de alfabetização é porque o mundo está mal, porque ele não terminou nem o primário", afirmou o ex-atleta.

Segundo ele, os paraguaios não querem a educação "que nos querem vender de Cuba".

Em 2008, a Bolívia foi declarada o terceiro país da região livre de analfabetismo, depois de Cuba e Venezuela, que colaboraram com a campanha no país, que custou US$ 36,7 milhões.

O polêmico ex-goleiro afirmou que em Cuba "morrem de fome" com salários baixos e que na Venezuela "precisam caminhar quilômetros para conseguir leite".

Ele disse apoiar, porém, o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, que chegou ao poder em agosto e colocou fim a uma hegemonia de 61 anos do conservador Partido Colorado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]