i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tênis

Após adiamento, Djokovic confirma virada sobre Anderson

Sérvio mostrou alívio ao fechar o quinto set, pelas oitavas de final de Wimbledon, por 7/5, fechando o jogo em 3 a 2. Próximo rival é o croata Marin Cilic

    • Estadão Conteúdo
    • 07/07/2015 11:58
    Novak Djokovic não esconde o sentimento de alívio ao derrotar Kevin Anderson nas oitavas de final de Wimbledon. | Suzanne Plunkett/Reuters
    Novak Djokovic não esconde o sentimento de alívio ao derrotar Kevin Anderson nas oitavas de final de Wimbledon.| Foto: Suzanne Plunkett/Reuters

    Depois de chegar a estar perdendo por 2 sets a 0 e buscar o empate na última segunda-feira, Novak Djokovic assegurou a vitória de virada sobre Kevin Anderson, nesta terça, ao fechar o quinto set em 7/5, pelas oitavas de final de Wimbledon. No dia anterior, o sul-africano abriu vantagem com dois triunfos no tie-break, com 7/6 (8/6) e 7/6 (8/6), e o sérvio ganhou as parciais seguintes por 6/1 e 6/4.

    Após fechar o jogo, o tenista número 1 do mundo exibiu uma grande expressão de alívio, levantou as mãos aos céus e até beijou a grama da quadra 1 do complexo do All England Club, em Londres. Agora garantido nas quartas de final, o sérvio terá pela frente na próxima fase o croata Marin Cilic, que na última segunda derrotou o norte-americano Denis Kudla por 3 sets a 1, com 6/4, 4/6, 6/3 e 7/5.

    O alívio de Djokovic não foi por acaso, pois a partida encerrada apenas nesta terça após ser adiada por falta de luz natural no dia anterior, foi encerrada com um tempo total de 3h47. Hoje 14º colocado do ranking mundial, o sul-africano deu muito trabalho ao líder da ATP muito por causa da eficiência do seu saque, com o qual contabilizou 40 aces e ganhou 83% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço.

    E Anderson colocou pressão sobre Djokovic desde o início do quinto set, no qual o sérvio precisou salvar dois break points no quarto game e teve apenas uma chance de quebrar o saque do rival, já no 11º game. E ele aproveitou a rara oportunidade e depois sacou para liquidar o confronto em 7/5.

    Ao total, o número 1 do mundo foi feliz em cinco de oito chances de quebrar o serviço de Anderson, que converteu apenas um de oito break points. O fato de ter cometido 41 erros não forçados, contra apenas 19 do sérvio, também pesou para que o sul-africano não conseguisse surpreender o seu poderoso adversário.

    Atual campeão de Wimbledon, Djokovic alcançou pela 25ª vez consecutiva as quartas de final de um Grand Slam. E ele se vê fortalecido na busca por novo título em Londres após bater Anderson de virada. “Eu estava dois sets atrás. Depois voltar e vencer em cinco sets me dá grande satisfação e confiança para o próximo desafio”, disse o sérvio, que também exaltou a grande atuação do sul-africano nas oitavas de final.

    “Eu acho que ele serviu excepcionalmente bem. Foi um dos jogos mais difíceis que já disputei em Wimbledon e talvez em minha carreira”, ressaltou Djokovic, após vencer a quinta partida em seis confrontos com Anderson.

    Contra Cilic, nas quartas de final marcadas para quarta-feira, o sérvio irá defender uma supremacia de 12 vitórias em 12 partidas diante do croata. Na única vez que os dois se enfrentaram em Wimbledon, porém, o número 1 do mundo precisou jogar cinco sets para eliminar o adversário, em duelo realizado no ano passado.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.