Juliana Gomes sorri ao cruzar a linha de chegada | Erich Schlegel/USA Today Sports
Juliana Gomes sorri ao cruzar a linha de chegada| Foto: Erich Schlegel/USA Today Sports

Uma lesão muscular na panturrilha esquerda tirou Marilson Gomes dos Santos dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Mas a coleção de medalhas da família Gomes dos Santos está ainda maior. Desta vez foi a esposa dele quem subiu ao lugar mais alto do pódio. Na primeira prova de pista do atletismo do Pan, o ouro foi para Juliana Gomes, nos 5.000 metros, prova que disputou apenas pela segunda vez na carreira.

Brasileira conquistou o ouro nos 5 mil metrosUSA Today

Assim, o Brasil segue com 100% de pódios no atletismo dos Jogos Pan-Americanos, sempre em provas longas. Ganhou prata na maratona feminina, com Adriana Aparecida da Silva, e também na marcha atlética de 20km, com Erica de Sena - primeira marchadora do País a ganhar medalha pan-americana. Depois, Caio Sena quebrou um jejum de 20 anos nos 20km masculino com o bronze.

O ouro nos 5.000 m veio em uma prova com a qual Juliana não está acostumada. Durante toda a carreira, a veterana de 32 anos havia corrido a distância apenas uma vez, exatamente para fazer o índice para o Pan. Especialista nos 1.500m e nos 3.000m com obstáculos, resolveu apostar numa prova mais longa.

Na pista do Estádio da Universidade de York, Juliana se deu bem porque o ritmo da prova foi lento. A brasileira se manteve no pelotão, atrás da norte-americana Kellyn Taylor e da mexicana Brenda Flores. Quando a última volta foi aberta, Juliana foi para cima das duas rivais e passou ambas facilmente.

Venceu com 15min45s97 e garantiu sua segunda medalha de ouro pan-americana - a primeira havia sido nos 1.500m, no Rio, em 2007. A mexicana ficou com a prata e a norte-americana com o bronze. Tatiele de Carvalho, que é especialista nas provas de 5.000m e 10.000m, terminou apenas em 10.º lugar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]