i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
toronto-2015

Brasileira corre prova dos 5.000 metros pela segunda vez na vida e leva o ouro

    • Estadão Conteúdo Web
    • 21/07/2015 12:41
    Juliana Gomes sorri ao cruzar a linha de chegada | Erich Schlegel/USA Today Sports
    Juliana Gomes sorri ao cruzar a linha de chegada| Foto: Erich Schlegel/USA Today Sports

    Uma lesão muscular na panturrilha esquerda tirou Marilson Gomes dos Santos dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Mas a coleção de medalhas da família Gomes dos Santos está ainda maior. Desta vez foi a esposa dele quem subiu ao lugar mais alto do pódio. Na primeira prova de pista do atletismo do Pan, o ouro foi para Juliana Gomes, nos 5.000 metros, prova que disputou apenas pela segunda vez na carreira.

    Brasileira conquistou o ouro nos 5 mil metrosUSA Today

    Assim, o Brasil segue com 100% de pódios no atletismo dos Jogos Pan-Americanos, sempre em provas longas. Ganhou prata na maratona feminina, com Adriana Aparecida da Silva, e também na marcha atlética de 20km, com Erica de Sena - primeira marchadora do País a ganhar medalha pan-americana. Depois, Caio Sena quebrou um jejum de 20 anos nos 20km masculino com o bronze.

    O ouro nos 5.000 m veio em uma prova com a qual Juliana não está acostumada. Durante toda a carreira, a veterana de 32 anos havia corrido a distância apenas uma vez, exatamente para fazer o índice para o Pan. Especialista nos 1.500m e nos 3.000m com obstáculos, resolveu apostar numa prova mais longa.

    Na pista do Estádio da Universidade de York, Juliana se deu bem porque o ritmo da prova foi lento. A brasileira se manteve no pelotão, atrás da norte-americana Kellyn Taylor e da mexicana Brenda Flores. Quando a última volta foi aberta, Juliana foi para cima das duas rivais e passou ambas facilmente.

    Venceu com 15min45s97 e garantiu sua segunda medalha de ouro pan-americana - a primeira havia sido nos 1.500m, no Rio, em 2007. A mexicana ficou com a prata e a norte-americana com o bronze. Tatiele de Carvalho, que é especialista nas provas de 5.000m e 10.000m, terminou apenas em 10.º lugar.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.