Preso na tarde desta terça-feira, Romário deve aproximadamente R$ 89 mil de pensão alimentícia a seus filhos Romarinho, de 15 anos, e Moniquinha, 19, em processo movido por sua primeira ex-mulher Monica Santoro. A reportagem teve acesso ao mandado de prisão expedido pelo juiz Antônio Aurélio Abirama Duarte, da 2ª Vara de Família do Fórum Regional da Barra da Tijuca (Zona Oeste do Rio). No documento, o juiz decreta a prisão do ex-jogador pelo prazo de 30 dias, caso o débito não seja quitado.

"(...) Decretada a prisão, pelo prazo de 30 dias, em razão de débito de pensão alimentícia correspondente a R$ 89.061,44", escreveu o juiz no mandado.

Romário está detido na "sala de identificação" da 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, junto com outros dois homens, também acusados de não ter pago pensões alimentícias. O local não tem grades.

Inicialmente, o delegado Carlos Augusto Nogueira havia afirmado que o débito de Romário era de R$ 50 mil, referentes a dois meses de atraso no pagamento da pensão: R$ 42 mil mais juros de R$ 8 mil. Romário teria apresentado recibo de pagamento do valor principal, mas sem a quitação dos juros. Mas o mandado de prisão revela que a dívida é maior.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]