Atacante Marcel depende da oferta do Coxa e da liberação do Benfica para voltar ao Alto da Glória | Rodolfo Bührer / Gazeta do Povo
Atacante Marcel depende da oferta do Coxa e da liberação do Benfica para voltar ao Alto da Glória| Foto: Rodolfo Bührer / Gazeta do Povo

A possibilidade do atacante Marcel retornar ao Coritiba poderá ter um avanço ou ser descartada já nesta quinta-feira, quando o procurador do jogador de 27 anos, Paulo Afonso, desembarca na capital paranaense. O agente tem uma reunião marcada com a cúpula alviverde para saber o que o Coxa tem a oferecer para contar com o avante, revelado nas categorias de base do time coritibano. A informação foi trazida com exclusividade pela Gazeta do Povo na edição desta terça.

"Estou indo a Curitiba para ouvir a oferta do Coritiba. Ainda existe a possibilidade do Benfica (time dono dos direitos do atacante) reintegrá-lo para a temporada deste ano, é uma decisão que deve demorar mais uns 10 dias, porém precisamos já ter algo engatilhado se isto não ocorrer. E o interesse do Coritiba é muito bem-vindo", disse Afonso, por telefone, à Gazeta do Povo.

Marcel atuou neste primeiro semestre pelo Vissel Kobe, do Japão, e o futebol apresentado pelo atacante agradou ao técnico Jorge Jesus, que assumiu o Benfica. Todavia, o clube português planeja contratar mais um atacante e fechar o elenco. Se este novo avante não chegar, Marcel deve ser chamado para voltar ao clube de Portugal. Já se um reforço para o setor ofensivo for contratado, o jogador ficará disponível no mercado. A volta para o Brasil neste caso é prioridade e o Coxa é o principal interessado, de acordo com o agente.

A situação do atacante revelado pelo Coritiba em 2003 ainda dependeria de uma compensação financeira ao Vissel Kobe, mas esta situação é a que menos preocupa. Já o acerto salarial pode atrapalhar. "É claro que o jogador, quando vem de fora do país, vive uma outra realidade, mas vamos ouvir o clube antes. Creio que o acerto seja possível", concluiu Afonso.

Na manhã desta terça-feira, no CT da Graciosa, o gerente de futebol do Alviverde, Felipe Ximenes, procurou manter o mistério e o silêncio diante das negociações para ter Marcel. Por outro lado, o dirigente afirmou categoricamente que o atacante Motta, ex-Cruzeiro, não interessa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]