Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Divulgação
| Foto: Divulgação

Bairro já "se virou" bem com públicos maiores

Preocupado com a circulação e escoamento de pessoas nos arredores do Couto Pereira, Marcos Hauer citou os maiores públicos do estádio como argumento para amenizar os possíveis problemas gerados pela obra. "Em nosso estádio já recebeu públicos de 70 mil pessoas e a coisa toda flui normalmente. O novo estádio terá capacidade para 42 mil pessoas. Acredito que não teremos problemas, mesmo considerando a inclusão de um centro de convenções e um hotel no projeto".

Uma das grandes mudanças geradas pelo novo estádio Coxa seria o "fechamento" da Rua Mauá. "Esse fechamento é uma idéia que nos é oferecida há muito tempo. Não seria simplesmente m fechamento, mas sim a criação de um boulevard no local, com bancos, paisagismo e calçadão. Se eu morasse ali, acharia ótimo. Acho que os moradores do local também irão gostar", concluiu.

O Coritiba divulgou na tarde desta terça-feira (17) que foi convidado para uma reunião na Secretaria de Urbanismo de Curitiba na próxima quinta. O tema do encontro é o anteprojeto do novo estádio Couto Pereira, que aguarda aprovação da prefeitura para tornar-se realidade. A reunião técnica vai acontecer no período da manhã e terá a presença de dirigentes do clube e da construtora que será responsável pela obra.

A SU preferiu não adiantar maiores detalhes sobre o encontro, mas revelou que serão discutidas algumas questões técnicas. "Ainda não iremos dar nenhum parecer técnico (liberando ou vetando a obra). Convidamos o pessoal do Coritiba para discutir alguns detalhes e chegar a algumas conclusões juntos", disse o secretário de Urbanismo de Curitiba, Luiz Fernando Jamur, por intermédio da assessoria de imprensa da prefeitura.O vice-presidente do Coritiba, Marcos Hauer – dirigente escolhido para cuidar dos detalhes relativos ao projeto de construção do novo estádio – afirmou que todos no clube estão ansiosos pelo encontro. "Estamos todos muito curiosos, pois nada nos foi adiantado. Manifestações públicas de apoio e simpatia, inclusive do próprio prefeito, nós já recebemos. Mas essa é a primeira manifestação técnica da prefeitura sobre nosso anteprojeto", disse, por telefone, à Gazeta do Povo Online.

Hauer acredita que a reunião servirá justamente para tratar de assuntos técnicos e possíveis divergências. "Alguns ajustes devem ser solicitados. Um projeto desse tamanho sempre tem alguma coisinha que pode ir de encontro com alguma das normas de urbanismo da cidade. Mas, pela maneira cuidadosa com que o projeto foi tocado, acredito que se houver algum problema, ele será facilmente solucionado".

Desde o início o clube sabia que o novo estádio – e todo o transtorno pontual que a obra gera – poderia enfrentar certa resistência técnica. "Eu imagino que a principal preocupação da autoridade seja no que diz respeito ao escoamento e a circulação de pessoas. As mudanças que planejamos leva em conta a comodidade da população e a melhora do trânsito de pessoas e carros no entorno no estádio".

Por fim, Hauer acredita que a reunião será muito positiva para o clube. "Pela receptividade que já recebemos do prefeito e da própria secretaria de urbanismo, acredito que sairemos dessa reunião alegres e satisfeitos".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]