Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Tricolores

Dispensa

Fora dos planos do Paraná desde o final da Segundona, o atacante Fábio Luís, o Tanque, deve rescindir com o clube até sexta-feira. O vice-presidente de futebol do clube Márcio Vilella confirmou que os últimos ajustes do encerramento do vínculo do jogador estão sendo definidos. O atacante chegou à Vila Capanema em março de 2008.

Mais um

Quem também foi dispensado foi o volante Agenor. Com ele, chega a 27 o número de atletas que deixaram o Paraná entre o fim da Segundona e o início desta temporada.

Treinos

Depois de dois dias de baterias de exames clínicos, físicos e cardiológicos, o elenco paranista centra as atenções nos treinamentos físicos até o fim desta semana. Segundo o preparador físico Manoel Santos, os trabalhos com bola começam na segunda-feira.

Time que não faz gol, leva. Para não ser vítima da velha máxima futebolística, o Paraná concentrou suas atenções do meio-de-campo para a frente. Das 13 contratações feitas pelo clube para esta temporada, 7 atuam na ofensiva, sendo 3 meias avançados – Lenílson, Gedeon e Éverton – e 4 atacantes – Peterson, Wando, Abuda e Wellington Silva.

Ao menos no papel, o Tricolor 2009 promete ser mais ofensivo do que foi em 2008. Além dos quatro reforços, o ataque tem ainda Rodrigo Pimpão, revelação das categorias de base; Marquinhos (promovido do time junior neste ano); e Clênio, que segue se recuperando de uma cirurgia no joelho. Se o empréstimo de Leonardo para o Avaí não se concretizar e o atleta permanecer na Vila Capanema, serão oito jogadores na briga pelas duas vagas como titular na função.

Wellington Silva, de 21 anos, tem a seu favor o fato de ser o único da lista com características de atacante de referência. "Vou dar o máximo para conseguir o meu lugar", esquivou-se ao ser perguntado sobre a téorica vantagem na luta por espaço. O atacante destacou que vai precisar se acostumar com o ritmo de jogo do futebol paranaense, que, segundo afirmou, é "um futebol diferente do paulista, mais pegado, mais jogo de força". Wellington Silva chega ao Paraná depois de um ano na Ásia – seis meses na Coréia e outros seis no Japão, mas antes atuou pelo Marília.

Já Abuda, que chega por empréstimo do Avaí até o fim do Estadual, pretende aproveitar sua passagem pelo Paraná para se firmar na carreira. E já tem planos: "Quem sabe disputar uma artilharia?". Depois de ser apontado como promessa ao se destacar no Corinthians, passar "precocemente" (como ele mesmo definiu) pelo futebol alemão e ter atuado no Vasco, antes de defender o Leão da Ressacada, ele conta que espera estender sua estada no Paraná também para a Série B. "Só depende de mim. Ter um bom rendimento e agradar à diretoria do Paraná", afirmou.

Em 2008, outros 12 jogadores passaram pelo ataque paranista – incluindo o improviso dos meias Éverton, Giuliano e Joélson na função. Vandinho, Jéfferson, Massaro, Fábio Luís, Marcelinho, Gílson e Éder tiveram suas oportunidades, mas não estão mais no clube.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]