i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mídia

Após suspender pagamentos, Turner também não paga compensação milionária para clubes

  • 12/05/2020 22:20
Após suspender pagamentos, Turner também não paga compensação milionária para clubes
| Foto: Divulgação

Além de decidir suspender pagamentos da atual temporada do Brasileirão diante da crise provocada pela Covid-19, a Turner também parou de pagar um acerto milionário costurado no ano passado com seis clubes parceiros. Os valores são "compensações" pelas luvas extras de R$ 60 milhões oferecidas ao Palmeiras na assinatura do contrato da TV fechada.

A parcela deste ano, programada para abril, não foi depositada nas contas de Athletico, Coritiba, Bahia, Ceará, Internacional e Santos, segundo apurou a Gazeta do Povo. Os valores variam de time para time e seriam quitados ao longo do contrato, válido até 2024.

Coxa, Furacão e Tricolor de Aço têm quantias mais baixas a receber, na casa de R$ 1 milhão, já que adiantaram boa parte dos R$ 17 milhões que cada um aceitou como reparação pelo que foi pago "por fora" ao Porco em 2016. Os times paranaenses levaram R$ 13,6 milhões na primeira cota, enquanto a equipe baiana ficou com cerca de R$ 10 milhões. O fluxo de pagamento foi definido pelas próprias equipes.

De acordo com o contrato coletivo de transmissão do Brasileirão, as luvas seriam igualitárias (R$ 40 milhões por clube), mas o Palmeiras recebeu ao todo R$ 100 milhões. Para burlar a norma, foi feito um acordo à parte com cessão de direitos de transmissão de amistosos e base de dados de sócios. Como tem vínculo de apenas dois anos com a Turner, o Internacional recebeu valor proporcional como prêmio de assinatura. Já o Fortaleza, cujo acordo foi feito à parte, recebeu apenas R$ 3 milhões do grupo de mídia americano.

Esse imbróglio é mais um problema na relação entre os os clubes e a Turner. No mês passado, a empresa acusou os times de quebra de cláusulas contratuais na temporada passada, com multas individuais de quase R$ 300 milhões. O conglomerado tem intenção de rescindir os contratos firmados, mas ao mesmo tempo não quer sair perdendo e está disposto a uma brigar judicialmente.

>>> Como a Turner implodiu relação com os clubes parceiros

A reportagem entrou em contato com a Turner, mas a empresa disse, por meio da assessoria de imprensa, que não vai se pronunciar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.