Esse conteúdo é exclusivo para assinantes Gazeta do Povo.

Assine agora
| Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gaz
Ouça este conteúdo

O Coritiba acertou a venda do lateral-direito Yan Couto, 17 anos, para o Barcelona, da Espanha. A proposta de 5 milhões de euros (R$ 23 milhões, na cotação atual) foi aceita pela diretoria alviverde.

A Gazeta do Povo/Tribuna do Paraná apurou que os clubes estão trocando documentos e devem oficializar a negociação nos próximos dias. A transação pode ser ainda maior, caso o jogador atinja metas dentro do contrato. As bonificações são de até 3 milhões de euros (R$ 13,8 milhões).

Os clubes vinham negociando desde dezembro de 2019 e as conversas evoluíram na metade desse mês. Procurado, o empresário Marcelo Robalinho, que representa o jogador, não respondeu a reportagem.

Publicidade

O lateral tem vínculo com o Coxa até dezembro de 2020 e poderia assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir da metade do ano, com risco de sair de graça no início do ano que vem. O staff do atleta, contudo, mesmo sem renovação, deixou claro que compensaria financeiramente o clube pela formação.

Yan Couto só vai efetivamente para a Europa quando completar 18 anos, em junho deste ano. Criado nas categorias de base, ele ainda não estreou profissionalmente, mas é um dos jogadores mais promissores da idade. O lateral foi titular na campanha do título mundial do sub-17 pelo Brasil, no ano passado.

A venda de Yan Couto, inclusive, está inclusa dentro do orçamento previsto pela diretoria para essa temporada. O time do Alto da Glória está com 13º salário, férias e premiação do acesso à Série A em atraso e a previsão de pagamento é para a semana que vem, com a grana da venda.
De acordo com o presidente Samir Namur, em entrevista recente, o dinheiro da transferência do jovem lateral “é um valor muito importante para o Coritiba organizar casa”.

Infográficos Gazeta do Povo[Clique para ampliar]