“Decacórnio” brasileiro, Nubank compra empresa de engenharia norte-americana
| Foto: Divulgação.

O Nubank, decacórnio brasileiro (com valor de mercado acima de US$ 10 bilhões), anunciou nesta quinta-feira (23) a compra da Cognitec, empresa norte-americana de engenharia de software. Essa é a primeira compra internacional do banco digital. A Cognitec é responsável pela criação da linguagem de programação Clojure e o banco de dados Datomic, sistemas que já estavam sendo usados pelo banco brasileiro. A intenção do Nubank é agregar o conhecimento dos desenvolvedores da Cognitec ao seu time de programadores.

Esta é a segunda compra do banco digital este ano. Em janeiro, o Nubank adquiriu a paulista Plataformatec, consultoria especializada em método ágil e em desenvolvimento e gerenciamento de produtos digitais.

"O Nubank é uma empresa essencialmente de tecnologia. Contar com o reforço dos profissionais da Cognitec vai nos permitir aprimorar ainda mais nossos produtos para devolver às pessoas o controle de suas vidas financeiras por meio de serviços simples, transparentes e humanos", afirmou David Vélez, fundador e CEO do Nubank.

De acordo com o banco, a aquisição foi encarada como um "caminho natural" entre as duas empresas, uma vez que alguns funcionários da Cognitec prestavam consultoria ao Nubank desde 2014.

"Nosso objetivo é ter o time técnico mais talentoso do mercado para assegurar os melhores produtos e serviços aos clientes", complementou Edward Wible, co-fundador e CTO do banco digital.

Com 25 milhões de clientes, o Nubank atualmente tem escritórios no Brasil, México, Argentina e Alemanha e funcionários de mais de 30 nacionalidades.