O CEO da Asaas, Pierro Contezini e Rafael Padilha, diretor responsável pela área de Private Equity no Banco Bradesco.
O CEO da Asaas, Pierro Contezini e Rafael Padilha, diretor responsável pela área de Private Equity no Banco Bradesco.| Foto: Divulgação.

Oferecendo uma plataforma que reúne serviços financeiros e softwares de gestão e comunicação para micro, pequenos e médios empresários, a fintech Asaas acaba de receber o maior aporte de sua história. O montante de R$ 37 milhões foi investido pelo Inovabra Ventures, braço de Corporate Venture Capital do banco Bradesco e pela Parallax Ventures, especializada em fintechs brasileiras.

O valor será usado para expandir os serviços ofertados através do Entrepreneur Assistant , a plataforma digital de assistência aos empreendedores, principal solução da fintech. A expectativa é que o desenvolvimento nas áreas de engenharia, machine learning, ciência de dados, design e experiência de usuário -, além de marketing, distribuição e vendas, impulsionem o número de clientes, que hoje é de 50 mil, para um milhão, em quatro anos.

A fintech também espera transacionar mais de 30 bilhões de reais ao ano, elevando seu faturamento para mais de R$ 1 bilhão de reais em 2024. “Estamos construindo com o ASAAS um futuro onde a simbiose de software e serviços financeiros atuarão ativamente nas mais diversas áreas de negócios, automatizando todos os processos não essenciais, eliminando o esforço do empreendedor para executar atividades repetitivas, manuais ou burocráticas, deixando ele livre para fazer o que faz de melhor”, diz Piero Contezini, CEO da companhia.

Com sede em Joinville, em Santa Catarina, a Asaas também mantém escritórios comerciais em Florianópolis e São Paulo. A fintech conta com mais de 140 colaboradores e pretende, até 2022, estar com um quadro de 300 funcionários.