Já foram investidos US$22,85 milhões na FinanZero. A fintech planeja captar mais clientes, desenvolver novos produtos e ampliar o banco de talentos. Na foto, o CEO Olle Widén.
Já foram investidos US$22,85 milhões na FinanZero. A fintech planeja captar mais clientes, desenvolver novos produtos e ampliar o banco de talentos. Na foto, o CEO Olle Widén.| Foto: FinanZero

FinanZero, fintech de capital sueco que opera como buscador de empréstimos online para encontrar crédito pessoal junto a instituições financeiras parceiras, anuncia a captação de R$ 40 milhões com a participação dos fundos suecos VEF, Dunross & Co e Atlant Fonder e outros investidores.

"O volume de pedidos de crédito em nossa plataforma segue crescendo exponencialmente com uma média de 750 mil solicitações mensais que são recebidas e analisadas por mais de 50 instituições parceiras. O mercado de crédito já sentiu uma retomada desde o segundo semestre de 2020 e precisávamos de maior suporte de capital para levarmos a FinanZero a um novo patamar. Iremos investir na aquisição de clientes, desenvolvimento de produtos e contratação de talentos", assinala Olle Widén, CEO da FinanZero.

Fundada em 2016 pela Webrock Ventures, Zentro Global Partners e o empreendedor Olle Widén, a FinanZero recebeu neste mesmo ano seu primeiro aporte do VEF, até então o primeiro feito pelo fundo no Brasil, dando início ao seu plano de expansão no acelerado mercado de fintechs brasileiro. Incluindo este novo aporte, no total, já foram investidos US$22,85 milhões na FinanZero.

A FinanZero é uma fintech de capital sueco que opera como buscador de empréstimos online para encontrar crédito junto às instituições financeiras parceiras. Todo o serviço é gratuito para quem solicita o empréstimo.