Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Renata Ramalhosa, CEO da Beta-i.
Renata Ramalhosa, CEO da Beta-i é a convidada do terceiro episódio do Papo Aberto.| Foto: Arquivo pessoal

"Ou as empresas inovam rapidamente, ou tem um grande desafio de sobrevivência no futuro", adverte Renata Ramalhosa, CEO e co-funadora da Beta-i, consultoria global que incentiva as empresas a resolver seus desafios através da inovação.

Esse é um dos insights do programa do GazzConecta, Papo Aberto com Henrique Domakoski. Nesta semana, o Papo recebe Renata para discutir a importância de fomentar a cultura de inovação nas empresas e como criar uma cultura disruptiva.

A consultoria Beta-i trabalha promovendo a inovação em mais de 25 países e chegou ao Brasil em 2019, para contribuir para o crescimento do ecossistema.

Para Renata, que já trabalhou para a diplomacia britânica e é especialista em inovação, qualquer empresa de pequeno, médio ou grande porte pode inovar. "A inovação é vista como uma coisa muito complexa, mas no fundo, é fazer algo diferente. Pensar em inovação é um processo que começa com algo simples, mas é a base para que toda transformação digital aconteça”, explica.

Ainda na visão de Renata, a inovação é democrática. “Qualquer organização pode e deve inovar, desde que permita construir os alicerces para isso acontecer”, conta.

O Papo Aberto é um programa semanal do GazzConecta que debate as oportunidades da inovação aberta com cases de empresas que traçaram esta jornada.  O apresentador do programa é Henrique Domakoski, ex- superintendente de inovação do Paraná, cofundador do brechó de luxo Troc e atual Sócio e Diretor de Business Development da multinacional Shape.

Assista aos episódios anteriores

Episódio #01: Por que falar de transformação digital?
Episódio #02: Como o Grupo Boticário Inova?

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]