Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sergio Furio, CEO da Creditas.
Sergio Furio, CEO da Creditas.| Foto: Divulgação/Creditas

A Creditas anunciou nesta quarta-feira (21), a aquisição da seguradora digital Minuto Seguros. Com a compra das operações da empresa, a Creditas também oficializa sua entrada no mercado brasileiro de seguros em uma aposta que reconfigura seu modelo de negócio para além do crédito pessoal.

O valor da transação não foi divulgado, mas a empresa adianta que a aquisição da Minuto Seguros foi uma decisão alinhada com a sua nova estratégia como empresa unicórnio, status que veio com o recebimento de um aporte de US$ 255 milhões, liderado pelo fundo LGT Lighstone, em dezembro do ano passado.

O mercado de seguros no Brasil movimenta hoje cerca de R$ 273 bilhões, de acordo com a Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg). Mas, para além do potencial numérico, a entrada da Creditas no segmento também parte de uma pressão de investidores e acionistas da empresa.

Segundo Sergio Furio, CEO da Creditas, essa também simboliza a maior aquisição entre as três compras já feitas pela fintech, superando os valores negociados pela startup de motos elétricas Voltz e também pela Bcredi, plataforma digital de crédito imobiliário.

Com a transação, a fintech passa a oferecer aos clientes um compilado de produtos de crédito, fortalecendo principalmente a vertical de carros da Creditas — que neste ano, já ganhou uma atualização ao passar a comercializar veículos seminovos. Agora, a fintech vai permitir a contratação, dentro de um mesmo aplicativo, de crédito com garantia do veículo, financiamento, compra, venda e troca e agora, seguros.

“Agora, no ecossistema da Creditas, a Minuto vai acelerar seu crescimento e mudar a vida de muitos brasileiros. E assim, realizamos nosso sonho de oferecer uma plataforma digital em que os clientes possam fazer tudo o que necessitam para o seu carro: comprar, vender, trocar, financiar, tomar crédito e fazer um seguro. Tudo em um só lugar”, afirma Furio, CEO da Creditas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]