Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Um aporte liderado pelo fundo LGT Lightstone, que colocou a fintech na lista dos avaliadas em mais de US$ 1 bilhão.
O aporte liderado pelo fundo LGT Lightstone, colocou a fintech na lista dos avaliadas em mais de US$ 1 bilhão.| Foto: Divulgação/Creditas

A fintech Creditas anunciou, nesta sexta-feira (18), a captação de um aporte no valor US$ 255 milhões. O investimento colocou a empresa na seleta lista dos unicórnios brasileiros, com valor de mercado de US$ 1,7 bilhões (são chamadas unicórnios empresas que atingem o valor de US$ 1 bi). Além de desenvolver novos produtos, a rodada tem como objetivo acelerar a expansão da fintech para o México.

O aporte teve a participação de investidores que já participaram de rodadas anteriores como SoftBank Vision Fund 1, SoftBank Latin America Fund, VEF, Kaszek Ventures e Amadeus Capital, e contou ainda com a entrada de novos fundos, como LGT Lightstone - líder da rodada - Tarsadia Capital, Wellington Management, e.ventures e Sunley House Capital.

A empresa já era cotada para se tornar unicórnio desde o início do ano. Na entrevista exclusiva concedida ao GazzConecta em abril deste ano, Sérgio Furio, CEO e fundador da Creditas salientou: “queremos recuperar nosso crescimento de 6% ao mês para 10% ao mês o mais rápido possível”. A previsão se concretizou.

Para Furio, o cenário da pandemia mostrou a necessidade de melhorar e expandir a atuação da empresa. "Ao final de julho, ficou evidente que nosso modelo de negócios era resiliente, com uma qualidade excelente de nosso portfólio de crédito, assim como um mercado de capitais que tinha se mantido aberto para nós. Com essa validação, retornamos a nosso plano de crescimento pré-covid e finalizamos setembro como nosso melhor mês, com receita de R$ 30 milhões", comemora.

A startup fundada em 2012 oferece uma série de serviços financeiros, como marketplace de crédito, antecipação de benefícios e previdência privada, avaliada como a principal fintech que concede crédito a juros atrativos no país. Além da expansão para o México, o aporte deve fortalecer seu segmento de consumer solutions, no qual o cliente pode colocar seus bens, como casas e carros, como garantia de pagamento dos seus financiamentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]