Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Bianca e Claudio, fundadores da Culte.
Bianca e Claudio, fundadores da Culte.| Foto: Divulgação/Culte

A startup Culte, especializada em soluções financeiras para o agronegócio familiar, lança nesta segunda-feira (13) sua criptomoeda própria para auxiliar a compra da produção de pequenos agricultores a preços mais acessíveis. A cultecoin será utilizada dentro do marketplace da Culte, oferecendo uma alternativa de empréstimo sem juros entre agricultores e fornecedores do setor.

A criptomoeda ampliará os serviços financeiros digitais oferecidos pelo marketplace da Culte, que já disponibiliza conta digital, emissão de boleto e pagamento em cartão de crédito por link. Segundo o CEO e cofundador da Culte, Cláudio Rugeri, “Apenas os detentores dos tokens utility cultecoin terão acesso a áreas exclusivas do marketplace da Culte. Lá, agricultores, agroindústrias e fornecedores de insumos disponibilizarão seus produtos para comercialização em condições diferenciadas”.

De acordo com Rugeri, a Culte tem como objetivo promover o crescimento econômico inclusivo, sustentável e livre de intermediários, dar visibilidade ao pequeno agricultor familiar e levar acesso a novas tecnologias e treinamentos ao campo. A plataforma foi desenvolvida pensando na desintermediação da cadeia produtiva e no conceito de finanças descentralizadas. Com a tokenização, milhares de agricultores familiares poderão ter acesso direto a consultores técnicos e fornecedores de insumos, implementos, equipamentos e novas tecnologias agrícolas capazes de melhorar a produtividade e o padrão na produção.

“Precisamos impulsionar o agronegócio familiar brasileiro. O sistema bancário tradicional não é capaz de suprir com recursos financeiros subsidiados e tecnológicos de maneira abrangente e no período adequado”, afirma Rugeri. 

Inicialmente, a startup disponibilizará 21 milhões de tokens, o que corresponde a 10% do total, ao custo de US$ 0,05 cada. Depois da primeira fase de vendas da cultecoin, entrarão etapas mensais no mercado nos próximos 50 meses. Os 20% restantes (42 milhões) ficarão no smart contract para negociação em bolsa, o que está previsto para 2022. Assim, o valor total dos tokens hoje é de US$ 10,5 milhões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]