Distrito lança programa de residência virtual com apoio personalizado a startups
| Foto: Divulgação

O Distrito, comunidade independente de inovação, anunciou nesta quinta-feira (2) o lançamento da plataforma Distrito Network, que vai integrar e digitalizar o hub de inovação e promete dar apoio personalizado às startups residentes.

Até março, quando teve início a crise do novo coronavírus no Brasil, o hub tinha cerca de 150 startups residentes em suas instalações físicas. Com o avanço da pandemia, algumas empresas deixaram a residência tradicional, e a maior parte seguiu com o modelo virtual.

De acordo com a empresa de inovação, nas últimas semanas, a comunidade cresceu por volta de 35%, com a inclusão de 60 novas startups que já integrarão a Distrito Network nas próximas semanas.

"O valor dos hubs está nas oportunidades de negócios geradas entre os players envolvidos e não na exploração imobiliária, na monetização por um aluguel. O maior ativo desses espaços sempre foi, justamente, a comunidade ali criada. Já vínhamos trabalhando na digitalização gradual deste universo, mas, sem dúvida alguma, com a chegada do coronavírus tivemos de acelerar esses planos", afirma Gustavo Gierun, cofundador do Distrito.

O programa de residência virtual do Distrito poderá ser acessado por startups de todo o Brasil e por empresas de outros países que desejam se conectar à comunidade por valores que partem de R$ 99.

"A única diferença entre uma startup residente física e a virtual será a posição fixa que ocuparão após a retomada das atividades. Todo o restante do programa é igual", explica Gustavo Araujo, também cofundador do Distrito. "Os hubs seguirão existindo para aqueles que necessitam de postos de trabalho, mas funcionarão também como unidades de apoio para os residentes virtuais, quando precisarem realizar reuniões ou eventos pontuais".

O Distrito possui cinco hubs verticais de inovações físicos, todos temáticos. Em São Paulo (SP), são quatro unidades: Fintech, Adtech, RetailTech e Healthtech  — voltadas às comunidades de finanças, comunicação, varejo e saúde, respectivamente. A quinta unidade é o Distrito Spark CWB, instalado em Curitiba e direcionado a startups da Indústria 4.0.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]