Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Easy2Recruit e GazzConecta lançam pesquisa sobre recursos humanos e qualificação em 2020
| Foto: Daniel Nardes/Gazeta do Povo

Projeções apontam que o ano de 2020 deve ser o melhor da história para startups brasileiras, mesmo em plena crise do novo coronavírus. Com esse ritmo acelerado de crescimento, empresas de tecnologia vivem um impasse no mercado de trabalho: capacitar novos profissionais que tenham o “fit cultural” da empresa ou investir nos que já tenham todas as habilidades requeridas?

Foi com a motivação de jogar luz ao futuro do mercado de trabalho no Brasil após a crise que a Easy2Recruit, empresa que facilita a contratação de profissionais, lança nesta quinta-feira (5), em parceria com o GazzConecta, a pesquisa "Mercado de trabalho: o dilema sobre recrutamento, qualificação e desemprego em 2020".

A pesquisa engloba resultados de uma metodologia que envolveu uma enquete aplicada a mais de três mil profissionais de diferentes áreas do mercado; uma pesquisa online aplicada a 52 gestores de RH sobre percepções da própria empresa e, por fim, uma entrevista em profundidade com dez especialistas, sendo cinco deles gestores de RH e cinco candidatos. O processo foi realizado ao longo do mês de setembro.

Percepção dos RHs e dos profissionais

Entre os destaques da pesquisa está o fato de que, para 46% dos RHs, a principal razão do desemprego é falta de atualização profissional. Além disso, 71,2% dos RHs afirmam que os candidatos não possuem conhecimento mínimo para as vagas.

Por outro lado, 62% dos profissionais do mercado acreditam que a maior dificuldade em conseguir uma recolocação é justamente pelo fato de que as vagas exigem habilidades muito específicas.

Apesar das percepções aparentemente opostas, ambos os grupos concordam em soluções comuns para resolver esse impasse do recrutamento. Um exemplo é a capacitação realizada pela própria empresa. 93% dos candidatos se comprometeriam em permanecer, por algum tempo, em caso de contratação e fornecimento de treinamento para execução das tarefas. Enquanto isso, para 86,5% dos gestores de RH, a razão pela qual uma empresa contrata somente candidatos “prontos” para uma vaga é a falta de tempo.

"O mais interessante foi observar que, apesar de parecer que RHs e profissionais estão desconectados no que pensam, todos concordam em uma solução em conjunto para que todos tenham mais qualificação e empresas tenham pessoas prontas. Assim, o desemprego diminui e a economia cresce", aponta Diego Godoy, sócio da Easy2Recruit. Assista abaixo a entrevista do GazzConecta com Godoy a respeito da pesquisa.

Futuro do RH

Godoy explica que o ponto de partida para o estudo foi a busca por responder com dados concretos aos questionamentos mais comuns da área de RH. “Muitos profissionais, gestores de RH e empresários faziam as perguntas que respondemos com a pesquisa para mim e minha sócia Suzi Carfer. Decidimos fazer para responder de forma mais profunda e embasada em opiniões e visões concretas”, explica.

A pesquisa inclui entrevistas com profissionais das empresas Pipefy, Olist, Mercafácil, Neoway, Darnel, RE/MAX, Landys+Gyr e Foxlux.

Segundo Godoy, a pesquisa vem em um momento chave de transformação digital dos setores de recursos humanos — área que alimenta empresas com seu principal recursos: pessoas. Para ele, as empresas adotaram ferramentas digitais que simplificaram processos. "As empresas entenderam que podem conduzir processos seletivos inteiros de forma remota. Já fazíamos isso desde 2017, mas com a pandemia quem era 'resistente' foi obrigado a testar — e viu que funciona. Fora a quantidade de vagas permanentemente remotas que foram abertas", pontua.

Clique aqui e baixe gratuitamente a pesquisa Mercado de trabalho: o dilema sobre recrutamento, qualificação e desemprego em 2020, lançada em novembro pela Easy2Recruit em parceria com o GazzConecta.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]