Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Diego Dzodan, cofundador e CEO da Facily
Diego Dzodan, cofundador e CEO da Facily.| Foto: Murillo Constantino

A startup Facily, aplicativo de vendas no modelo social commerce, anunciou na última quinta-feira (23) um investimento de US$ 135 milhões. O aporte posiciona a empresa como novo unicórnio brasileiro com valor de mercado superior a 1 bilhão de dólares.

O investimento é uma extensão do aporte captado pela startup em novembro deste ano, no valor de US$ 250 milhões. Esta rodada foi liderada pelos fundos Goodwater e Prosus, com a participação da Rise Capital, Emerging Variant e Tru Arrow. O investimento deve reforçar os setores de logística e experiência do cliente.

A Facily é um aplicativo de comércio eletrônico fundado por Diego Dzodan, Luciano Freitas e Vitor Zaninotto em 2018. O objetivo da empresa é eliminar as barreiras do e-commerce tradicional e permitir que as famílias tenham acesso a produtos com preços acessíveis.

“A nossa missão está focada em fornecer aos nossos clientes produtos de alta qualidade com os preços mais baixos, alavancando a compra em grupo e de uma maneira muito eficiente”, conta Diego Dzodan, cofundador e CEO da Facily. “O apoio dos principais investidores na América Latina nos permitiu crescer exponencialmente em um curto período de tempo e o compromisso contínuo com nossa estratégia valida o enorme potencial de nosso modelo de negócios.”

A empresa conta com um catálogo de 12 mil vendedores cadastrados na plataforma, que registra 12 milhões de downloads. A Facily afirma que, dessa parcela de consumidores que baixaram o aplicativo, 10 milhões são usuários ativos.

Apesar dos números positivos a companhia é recordista de reclamações no Procon de São Paulo. O órgão paulista somou mais de 150 mil reclamações relacionadas a empresa até outubro deste ano.

Através de um termo de compromisso assinado entre as partes, em novembro, a Facily responsabilizou-se por indenizar os consumidores que reclamaram no Procon-SP, ou diretamente na empresa, dentro do prazo de cinco dias úteis. A startup também se comprometeu a diminuir o número de reclamações em 80%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]