Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
cogna-educacional
| Foto:

A digitalização da educação é um caminho sem volta. Com a pandemia do novo coronavírus, escolas e universidades correm contra o tempo para se adaptar às tecnologias disponíveis no mercado e oferecer um ensino a distância de qualidade. Nesse contexto, a Cogna, considerada um dos maiores grupos educacionais do mundo, levantou 41 desafios de eficiência e educação relacionados à inovação, no último trimestre. E para solucioná-los, a companhia colocou em prática um projeto de inovação aberta em parceria com as startups do Cubo Itaú, maior hub de inovação da América Latina, onde é uma das 27 mantenedoras. Entre elas, estão Stoodi, Descola, Tutor Mundi, Linguix e Agenda Edu.

De acordo com Anieli Scandarolli, gerente de inovação da Cogna, a maioria dos desafios de inovação surpreendeu a equipe porque estava relacionada ao backoffice da empresa, não ao ensino a distância. “Houve pedidos sobre automação de processos e assinatura digital. Com a pandemia, demandas de processos internos ganharam relevância”, exemplificou ela.

Não à toa, 27% dos desafios levantados nas áreas estratégicas da companhia estão relacionados à pandemia do novo coronavírus. Ou seja, foram identificados após a quarentena ou por conta dela.

“No EAD, o desafio agora está na preparação dos jovens para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e para os vestibulares”, acrescentou a executiva.

O relatório trimestral, chamado de “Jornada da Inovação Aberta” aponta também que 56% dos problemas identificados pelo grupo estão sendo solucionados e 24% foram postergados.

Aprendizado de idiomas por vídeos 

Alice Pereira fundadora da Linguix.
Alice Pereira fundadora da Linguix.

A Linguix, startup franco-brasileira de ensino de inglês por meio de vídeos curtos, foi selecionada pela Cogna em março para integrar o Cubo pelo potencial alto de aprendizado entre estudantes do ensino básico. Lançada em janeiro pela jornalista Alice Pereira, a edtech possui parcerias com grandes empresas de conteúdo, como Nickelodeon, Reuters e recentemente, BBC Learning para oferta de pequenos trechos de desenhos, notícias e séries com foco educacional.

“O professor indica o vídeo para o aluno, de acordo com o nível de aprendizado dele. Há um catálogo de desenhos e notícias separado por vocabulário e tema da aula. Além disso, cada vídeo acompanha exercícios. A ideia é que a Linguix seja a Netflix do professor”, afirmou Alice.

Com 40 mil alunos cadastrados, a startup atua — por enquanto — no segmento B2B (entre empresas) e possui entre seus clientes a Pearson, dona da rede de idiomas Yázigi. No entanto, por conta da pandemia, a plataforma de aprendizado está aberta até o final de agosto. “Com a BBC Learning, vamos oferecer aulas de matemática, química e física em inglês. Em setembro, vamos lançar um app com um game e entraremos no segmento B2C [consumidor final]”, adiantou a jornalista, que deve buscar os primeiros investimentos a partir de 2021.

Plataforma de treinamento a distância para o ENEM e para vestibulares, a Stoodi cresceu 230% desde o início da pandemia, já que os cursinhos foram fechados com a quarentena decretada em todo país. A startup possui 5 milhões de alunos cadastrados e afirma trabalhar com algoritmos para oferecer um plano de estudo personalizado, de acordo com o curso que o usuário vai prestar, a faculdade que ele deseja passar e o tempo disponível para estudos.

Criada em 2013, a startup foi comprada pela Somos Educação em 2017 e hoje faz parte da Cogna. Desde março, o conteúdo da plataforma está liberado para os estudantes, embora correção de textos e aulas ao vivo sejam cobradas. “Para o final do ano, queremos ensinar cada vez melhor e investir em nossa nova unidade de negócio, voltada à orientação vocacional: o app Orientu. Nossa ideia é oferecer uma jornada completa ao jovem, com informação e autoconhecimento para que ele faça sua escolha e realize o sonho do ensino superior”, concluiu Bernardo Martins, CEO da Stoodi.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]