Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Plusdin
| Foto: Pexels

A fintech Plusdin quer ajudar os brasileiros a cuidarem melhor do seu dinheiro usando inteligência artificial e ciência de dados. Com isso, a plataforma da startup busca indicar produtos e serviços adequados ao perfil do usuário

Fundada em julho de 2020, a Plusdin enxergou a oportunidade de inovar ao oferecer serviços que auxiliem pessoas na tomada de decisões financeiras. A ideia é melhorar essas decisões na hora de contratar serviços financeiros, buscando os mais baratos sem perder agilidade e conveniência.

Isso é possível por meio da análise de comparação de todos os 500 produtos financeiros disponíveis no mercado brasileiro. A fintech ajuda consumidores a gastarem menos tempo na comparação dos produtos, algo virtualmente impraticável de forma manual.

plusdin
Startup Plusdin compara produtos financeiros e encontra os mais adequados de acordo com o perfil do cliente

A companhia vem ganhando espaço no mercado em grande velocidade: em menos de um ano, já ajudou mais de 10 milhões de brasileiros a tomar decisões financeiras inteligentes.

A Plusdin agora também conta com parcerias com cinco grandes instituições financeiras e fintechs de diferentes campos de atuação, além da expectativa de dobrar o faturamento até final de 2021.

Evolução do setor bancário

Para dar o pontapé inicial na ideia, os fundadores buscaram entender a evolução do setor de produtos financeiros no país. Segundo um levantamento do UBS Evidence Lab, o número de downloads de apps de bancos digitais ultrapassou o de instituições tradicionais no ano passado, chegando a 52% do total.

“Muito desse cenário tem a ver com a crise do coronavírus, que abriu nossos olhos para o novo mercado. Apesar das instituições tradicionais existirem há anos, percebemos que cada vez menos as pessoas sabem sobre elas. Como as informações são difíceis de encontrar, diminuem as chances do usuário realmente adquirir um serviço que atinja suas necessidades”, explica Alberto André, CEO e cofundador do Plusdin.

Tecnologia da Plusdin

O serviço do Plusdin é realizado por meio de tecnologia própria e Data Science, onde o usuário responde um quiz e a “Dudinha” — inteligência artificial da fintech — , usa o algoritmo que permite estudar mais de 500 produtos financeiros, listados pela empresa, a fim de garantir a melhor indicação para cada pessoa.

A startup afirma que suas indicações estão livres de conflitos de interesse e são totalmente gratuitas, desde o primeiro contato até o final da operação.

“O Plusdin quer é ajudar as pessoas a tomarem decisões certas para que a vida financeira delas não seja prejudicada, tudo isso de forma simples e descomplicada”, conclui o CEO.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]