Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Portaria robotizada chega a Curitiba
Portaria robotizada chega a Curitiba| Foto: Divulgação

A empresa curitibana Primee, em parceria com a startup HomeBook, incubada na Incamp (Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), apresenta a Portaria Robotizada, uma solução tecnológica que visa trazer mais segurança e comodidade aos pequenos condomínios e prédios, que não têm uma portaria presencial e remota por conta dos altos custos operacionais.

O projeto piloto está sendo implementado em um condomínio em Curitiba. A Portaria Robotizada conta com uma atendente virtual, inteligente e automatizada, conhecida como Hellô. Ela tem aliada em sua tecnologia vídeo chamada, internet das coisas, Inteligência artificial e robótica. A Hellô foi desenvolvida pelo técnico em eletrônica, graduado em Ciências Sociais e com especialização em Sustentabilidade, Alcino Vilela, através da HomeBook.

O objetivo dessa tecnologia não é substituir a vaga do porteiro, mas atender a uma demanda reprimida dos pequenos condomínios que acabam ficando descobertos por não poderem arcar com os custos de uma portaria presencial ou remota, ficando exposta a falta de segurança por não terem um sistema que controle melhor o acesso.

Em condomínios pequenos, que só teriam acesso a um interfone, a tecnologia da Portaria Robotizada se torna uma alternativa, pois oferece uma possibilidade viável pelo custo e por suas funcionalidades. “Ela é ótima para este nicho que tem poucas unidades, que não tem portaria e elevador, onde o interfone e a câmera são as únicas opções pelo custo operacional baixo. E a Portaria Robotizada veio para preencher essa lacuna”, destaca Ezequiel Fernandes, um dos sócios da Primee.

“Com um interfone, por exemplo, o morador só consegue se comunicar com o visitante se estiver em casa. No caso da Portaria Robotizada, o morador pode ver quem está na portaria pelo aplicativo do celular, pode abrir a porta ou o portão de veículos, mesmo não estando no local. Se não atender, terá um registro no histórico da portaria, pois o visitante pode deixar um recado de voz, que estará em um arquivo no banco de dados e o morador poderá visualizar na hora que desejar. A comunicação e orientação para o cadastro dos visitantes é feita de forma interativa com a atendente virtual, a Hellô”, conta Fernandes.

“Diferente do interfone convencional, que só abre a porta e tem a função de recado de voz no ato do contato, a Portaria Robotizada tem uma tecnologia que torna acessível fazer o cadastro de visitantes, de deixar recado por vídeo para o morador (ausente), agendamento de retorno ou visita para entregas, contatar o morador mesmo não estando no local por meio do app integrado, faz registro de entrada e saída, ou seja, registra tudo, e isso, em geral não tem nem em portaria presencial. Além disso, é gerado um relatório com todas as atividades, que por sua vez aumenta a segurança, sendo uma solução de ponta que chega para agregar muitas funcionalidades para os pequenos condomínios”, finaliza Fernandes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]