Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Darci Piana em evento de anúncio da Regional Curitiba do Sebrae Paraná
Darci Piana em evento de anúncio da Regional Curitiba do Sebrae Paraná| Foto: Guilherme Haas

O Sebrae Paraná anunciou a reestruturação das regionais de atendimento do Estado com a criação de uma nova regional dedicada à capital paranaense. O anúncio da criação da unidade e da nova estratégia de atendimento ocorreu nessa segunda-feira (21/02), na sede do Sebrae em Curitiba e contou com a presença de lideranças públicas e do setor empresarial.

A decisão de abrir uma nova regional do Sebrae foi tomada com base em estudos e análises que acompanham o crescimento das micro e pequenas empresas da região e marca um momento especial de celebração dos 50 anos do Sebrae, que visa transformar o período do cinquentenário em uma oportunidade para reforçar a relevância dos pequenos negócios no desenvolvimento socioeconômico do Estado e do país.

“A nova regional é resultado de uma estratégia de ampliação do atendimento, pois a capital reúne a maior concentração de pequenos negócios. E conciliamos com o cinquentenário, que tem uma representação histórica sobre o papel dos pequenos negócios no desenvolvimento, sempre com impacto positivo na geração de trabalho, emprego e renda, ainda mais agora na crise econômica decorrente da pandemia”, comenta Fernando Moraes, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Paraná.

Ampliação das regionais do Sebrae Paraná

De 1989 a 2014, o Sebrae Paraná contava com 5 regionais representadas pelas cidades de Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel e Pato Branco. Em 2014, uma reestruturação organizou as regionais de acordo com uma divisão territorial do Estado. Assim, foi criada a regional Centro (com sede em Ponta Grossa), enquanto as antigas regionais foram rebatizadas em Leste (Curitiba), Norte (Londrina), Noroeste (Maringá), Oeste (Cascavel) e Sul (Pato Branco).

A criação de uma nova regional dedicada à cidade de Curitiba acompanha o crescimento das MPEs na capital e também a condição financeira e de gestão do Sebrae para melhor atender os empresários da região. Com a nova estrutura, a Regional Curitiba atenderá os 388.159 micros e pequenos negócios da capital, enquanto a Regional Leste seguirá com a região metropolitana, o litoral e o Vale do Ribeira.

A divisão equaliza as regionais em números absolutos. A capital, com seus 1,9 milhão de habitantes, representa 20% do PIB do Estado. Já a Regional Leste passa a cobrir uma área que soma 2,1 milhões de habitantes e gera igualmente 20% do PIB do Paraná. Assim, as duas regionais passam a ter números semelhantes em relação ao PIB e população.

Regional Curitiba e novas estratégias de atendimento

A criação da nova Regional de Curitiba traz grandes desafios e metas para o Sebrae Paraná. A projeção da entidade é aumentar em 263% o número de atendimentos a micro e pequenos negócios do Estado, entre ações dos escritórios de articulação, salas do empreendedor e solução Porta a Porta. A expectativa é fechar 2022 com 75 mil atendimentos, o que representa 47 mil MPEs a mais em relação a 2021 e 50 mil a mais em comparação com o ano de 2020.

A implantação da regional terá impacto direto no atendimento e no desenvolvimento de ações e projetos, seguindo as novas estratégias do Sebrae para a capital paranaense. De início, serão instalados cinco novos Escritórios de Articulação, divididos entre as Regionais Administrativas de Curitiba. Os três primeiros serão na regional Matriz, em Santa Felicidade e na Cidade Industrial. “Nossos consultores atuarão de maneira itinerante, com o trabalho nas ruas, nas empresas e instituições empresariais, para atender, levantar demandas e encaminhar parcerias com foco na melhoria das MPEs e do próprio ambiente de negócios”, explica Joailson Agostinho, que deixa a Regional Leste e passa a ser gerente da regional Curitiba.

Regional Curitiba atenderá os 388.159 micros e pequenos negócios da capital.
Regional Curitiba atenderá os 388.159 micros e pequenos negócios da capital.

Segundo Eduardo Pimentel, vice-prefeito de Curitiba, a divisão dos escritórios de articulação realizada pelo Sebrae Paraná é uma forma de entender melhor a necessidade dos empreendedores da cidade. “É importante essa divisão do Sebrae, que tem a sensibilidade para sentir a realidade dos segmentos empresariais no dia a dia, que atua permanentemente para incentivar o empreendedorismo e auxilia, efetivamente, na retomada econômica da nossa cidade”, destaca Pimentel.

As Regionais Administrativas de Curitiba são divididas da seguinte forma:

  • Matriz: concentra 18 bairros, soma 210 mil habitantes e 90 mil MPEs
  • Boa Vista e Cajuru: concentra 18 bairros, soma 523 mil habitantes e 86 mil MPEs
  • Portão e Pinheirinho: concentra 13 bairros, soma 341 mil habitantes e 74 mil MPEs
  • Boqueirão, Bairro Novo e Tatuquara: concentra 10 bairros, soma  - 517 mil habitantes e 78 mil MPEs
  • Santa Felicidade e CIC: concentra 16 bairros, soma 389 mil habitantes e 58 mil MPEs

A partir do trabalho de articulação, até o final de 2022, o Sebrae, junto com parceiros interessados, instalará mais dez Pontos de Atendimento na capital, que poderão ser dentro de instituições empresariais ou associações, sempre com o objetivo de levar informação e fortalecer os pequenos negócios. Outro aspecto envolve a ampliação de soluções nas dez salas do empreendedor, já instaladas em Curitiba, como a Trilha do MEI, que compreende temáticas de compras, gestão financeira, mundo digital, vendas e planejamento, bem como uma série sobre tendências para os microempreendedores individuais. No ano passado, as salas em Curitiba realizaram 29.514 atendimentos. Para 2022, a previsão supera os 35 mil.

“Além da atualização do portfólio das salas, da articulação e presença nos bairros, vamos promover um aumento significativo nas capacitações. Para ser ter uma ideia, somente a solução Porta a Porta sairá de 6.640 atendimentos em 2021, para 30 mil em 2022, dentro da proposta da nova regional”, projeta o diretor de Operações do Sebrae Paraná, Julio Cezar Agostini.

O governador em exercício, Darci Piana, lembrou a parceria do Governo do Paraná com o Sebrae, que oferta programas e ações para empreendedores, e destacou a dinâmica da nova regional. “Com o atendimento dedicado na Capital, cujas necessidades de cada bairro são diferentes, assim como o comércio e o comportamento do consumidor, o Sebrae vai oferecer um atendimento com eficiência para os segmentos empresariais de micro e pequenos negócios”, projeta Piana.

Os interessados em receber atendimento da Regional Curitiba podem procurar os canais do Sebrae, que estão disponíveis pelo 0800-570-800, Salas do Empreendedor, nas redes sociais ou acessando https://www.sebraepr.com.br/.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]