Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Evento de lançamento do iCities Kids reuniu diretores do iCities e membros da Anamob.
Evento de lançamento do iCities Kids reuniu diretores do iCities e membros da Anamob.| Foto: Divulgação

O iCities Kids, projeto educativo permanente organizado pelo iCities – hub de negócios em cidades inteligentes com atuação pioneira no Brasil desde 2011 –, lançou nesta terça-feira (30) sua nova fase, em formato híbrido, oferecendo oficinas em vídeo para instituições parceiras e cadastradas.

O projeto foi desenvolvido para as crianças aprenderem sobre os conceitos de cidades inteligentes, que usam da criatividade, inovação, tecnologia e recursos disponíveis para melhorar a qualidade de vida das comunidades e cidades, e adota o princípiode ensinar os jovens para reeducar os adultos.

Realizado há cinco anos no país, o iCities Kids já atendeu mais de três mil crianças de forma presencial e promove a cultura de smart cities para as novas gerações. A mini cidade com ruas e elementos urbanos recebeu milhares de alunos da rede municipal de ensino, que aprenderam princípios de circulação segura e cidadã.

O novo projeto do iCities Kids agora simula em meio digital o ambiente de uma mini cidade inteligente, onde as crianças participam de oficinas e aprendem de maneira lúdica sobre energias renováveis, mobilidade inteligente, robótica, consumo consciente e reciclagem.

“Muitas vezes é difícil falar para um adulto o que é uma cidade inteligente, mas para uma criança é mais simples. E ela leva essa inovação para dentro de casa. É uma satisfação podermos contar com apoio da prefeitura, já que projetos sociais e educativos como esse impactam as futuras gerações, atravessando as gestões. O iCities Kids também capacita os professores da rede pública. Buscamos democratizar o acesso às oficinas e capacitação em smart cities para todas as crianças, para que os alunos da periferia tenham as mesmas condições dos alunos da rede particular”, explica Beto Marcelino, sócio fundador e diretor de relações governamentais do iCities.

As inscrições são gratuitas e estão abertas para as organizações interessadas, e mais informações podem ser obtidas em contato com a Anamob,  pelo e-mail contato@anamob.org.br.

Em parceria com a Anamob, foi possível o cadastramento do iCities Kids no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente. O público alvo do projeto são estudantes curitibanos de 6 a 11 anos. O iCities Kids oferece também uma capacitação gratuita e online, de quatro horas, para professores e educadores das organizações participantes, sobre os mesmos temas.

“Acreditamos que sensibilizar as crianças é o primeiro passo para ter cidadãos conscientes e transformadores nas cidades em que vivem. O projeto oferece diferentes formatos, atendendo crianças em ambientes e instituições por todo o Brasil, para prefeituras, escolas particulares, clubes sociais, empresas, Sistema S e shoppings”, diz Beto Marcelino.

Em março, o braço presencial do novo iCities Kids deverá ser lançado no Parque das Pedreiras, que será rebatizado como Parque Jaime Lerner. “Teremos uma área de 250 m² em parceria com a Anamob. A proposta é que seja um local aberto todos os dias da semana, diferente do que estamos acostumados a ver na Pedreira. Também haverá a Rua da Música e várias iniciativas para a cidade, nos âmbitos social e ambiental”, antecipa Marcelino.

São apoiadores do iCities Kids a Prefeitura Municipal de Curitiba, a Fundação de Ação Social (FAS), o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comtiba) e o Instituto Renault, com patrocínio do Facebook, Volvo, Ebanx, Uber, Uninter, Rumo, Grupo Vellore, Anjo Tintas e Topdata.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]