i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Healthtech

Startup capta investimento recorde e lança de planos de saúde digitais com telemedicina

  • PorMariana Ceccon, especial para o GazzConecta
  • 20/10/2020 17:42
Startup Sami oferece planos de saúde digitais que incluem atendimento via telemedicina.
Startup Sami oferece planos de saúde digitais que incluem atendimento via telemedicina.| Foto: Bigstock

Fundada para auxiliar planos de saúde a operarem de forma mais eficiente e menos custosa, a healthtech Sami anunciou, nesta terça-feira (20), a captação de um investimento de R$ 86 milhões. O valor é o mais alto investido na categoria Series A em startups da área de saúde na América Latina, de acordo com a agência internacional de notícias Reuters.

A rodada de investimento foi liderada pelos fundos Valor Capital Group e Monashees, e também contou com a participação de Redpoint eventures e Canary. Com o valor, a startup anuncia a sua entrada no mercado de planos de saúde, oferecendo uma versão digital do serviço que vai desde a sua contratação online até o acionamento de especialistas através da telemedicina.

“Hoje encontramos um mercado de contratação difícil e burocrática que oferece planos caros e sem qualidade, valorizando mais a quantidade de procedimentos do que a orientação e o cuidado coordenado de saúde. As pessoas pagam caro e na hora que precisam não conseguem usar”, explica Vitor Asseituno, médico fundador e presidente da startup.

Considerando-se uma "plataforma de saúde", a startup promete um time de cuidados 24 horas, além do atendimento físico dentro do Hospital Beneficiência Portuguesa
Considerando-se uma "plataforma de saúde", a startup promete um time de cuidados 24 horas, além do atendimento físico dentro do Hospital Beneficiência Portuguesa

A ideia é oferecer um time de especialistas disponível 24 horas para consultas online através da plataforma, sincronizar dados de saúde e hábitos de vida para acompanhar os pacientes em longo prazo. Outro ponto que justifica o interesse dos investidores é o modelo de remuneração dos profissionais pela qualidade do atendimento e não pelo número de consultas, um modelo chamado de value-based healthcare.

O lançamento do plano Sami deve ser feito em novembro, com custos que a startup promete serem de 10% a 20% menores do que os praticados no mercado. A princípio, a startup atenderá o plano corporativo, voltado para empresas com menos de 99 funcionários, na Região Metropolitana de São Paulo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.