Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
CEO PetLove
O montante aportado em agosto em startups brasileiras é quatro vezes maior que o mesmo período do ano passado.| Foto: Divulgação/PetLove

Mês a mês as startups brasileiras atingem recordes quando o assunto é investimento de Venture Capital. Em agosto, as empresas de base tecnológica do país receberam US$ 772 milhões em investimentos. O valor é quatro vezes superior ao volume recebido em agosto de 2020, quando as empresas captaram US$ 191 milhões.

Os dados são do levantamento mensal Inside Venture Capital Report, realizado pela empresa de inovação aberta Distrito. O volume acumulado durante os oito meses deste ano, de US$ 6,6 bilhões, supera em 85% todo o investimento recebido por startups em 2020.

Os investimentos de agosto foram distribuídos em 56 rodadas, entre os principais aportes estão as rodadas captadas por Omie, Unico e Petlove e QuintoAndar.

No que diz respeito à distribuição de investimentos por setores, as fintechs seguem na liderança: desde janeiro, foram 115 rodadas, que juntas somaram US$ 2,6 bilhões. Em seguida, temos as retailtechs, como são chamadas as soluções no varejo. Foram US$ 631 milhões captados, distribuídos em 50 aportes. As edtechs, que atuam no setor de educação, figuram em terceiro lugar no ranking, com US$ 294 milhões, em um total de 40 aportes.

Para Tiago Ávila, líder de Dados do Distrito, mesmo se encaminhando para o final, 2021 deve ser ainda mais surpreendente para o setor.

“Temos um ano extremamente aquecido, com um crescimento contínuo. Se esse ritmo se mantiver, é certo que até o final de 2021 devemos atingir uma marca entre US$ 8 e 10 bilhões de investimentos captados por startups nacionais”, afirma.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]