Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Motoristas que fazem parte do grupo de risco agora podem receber o benefício por até 14 dias.
Motoristas que fazem parte do grupo de risco agora podem receber o benefício por até 14 dias.| Foto: Unsplash

A Uber anunciou, nesta terça-feira (14), a ampliação do programa de assistência financeira para motoristas e entregadores afastados por suspeita ou contaminação do novo coronavírus — um mês após o projeto ser implantado no país. A partir de agora, parceiros que pertencem ao grupo de risco, como idosos e pessoas com doenças crônicas, também têm direito ao benefício por até 14 dias.

De acordo com as regras, o valor destinado aos parceiros será uma média de ganhos diários do motorista nos seis meses anteriores a 6 de março. Caso ele esteja utilizando o aplicativo a menos tempo, o valor será uma média desde o início do trabalho até a data. É preciso apresentar atestado médico.

A empresa promete reembolsar itens de higienização e proteção, como álcool gel, máscaras e luvas. Um canal online 24h de orientação médica, em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein, também é oferecido, mas é cobrado como pacote adicional no vale saúde do motorista.

"Não se sabe ainda por quanto tempo teremos que enfrentar essa nova realidade. Por isso, quero reforçar nosso compromisso de continuar trabalhando em busca de soluções para você [parceiro]", afirmou Claudia Woods diretora-geral da Uber no Brasil, em carta aos motoristas e entregadores.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]