i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Unicórnio chinês, Lalamove prepara chegada em Curitiba e Belo Horizonte em 2020

  • PorPatrícia Basilio, especial para Gazeta do Povo
  • 03/02/2020 17:40
Unicórnio chinês, Lalamove prepara chegada em Curitiba e Belo Horizonte em 2020
| Foto: Divulgação

O mercado de entregas rápidas está cada vez mais aquecido no Brasil — haja visto o crescimento das startups nacionais Loggi e Vuxx, e o avanço da estrangeira Rappi. No final de 2019, mais um player internacional desembarcou no país: o unicórnio chinês Lalamove. Com sede em Hong Kong, a empresa iniciou operações em São Paulo e no Rio de Janeiro e deve expandir seu serviço de entrega no mesmo dia (same day delivery) em grandes capitais do país, incluindo Curitiba e Belo Horizonte, ainda este ano.

Para conquistar o mercado brasileiro, a chinesa está adotando uma estratégia agressiva de não cobrar comissão dos entregadores neste início de operação. Nos países em que a empresa já está estabelecida, esse percentual varia entre 10% e 20%. Vale destacar que a Lalamove atua com uma frota de parceiros composta por motos, vans e carrocerias cobertas.

+ Siga o GazzConecta no Instagram!

De acordo com a chinesa, os preços de entrega variam de R$ 9 (moto) a R$ 100 (carreta), mais extras de quilometragem, paradas, adicional noturno e ajuda do motorista para descarregar os produtos. O serviço inclui tecnologias como inteligência artificial e machine leaning para otimização de rotas, rastreamento de entregas em tempo real e emissão de protocolos eletrônicos.

O mercado brasileiro é enorme e a concorrência [entre empresas de entrega] é ótima porque os consumidores e os motoristas parceiros são quem mais ganham com isso. Os consumidores são inteligentes e vão escolher o que é melhor para eles em preço e qualidade.

Albert Go, diretor regional Latam da Lalamove, em entrevista exclusiva ao Gazz Conecta.

Lentidão por ineficiência

“Usamos dados e padrões para pautar os motoristas para ajudar os motoristas. Acredito que a demora para entrega no Brasil acontece por ineficiência, problema que a tecnologia pode resolver”, destacou o filipino, acrescentando que a tecnologia utilizada pela startup é própria e desenvolvida principalmente em Hong Kong.

| Divulgação

Com 6 mil motoristas parceiros e 50 funcionários no Brasil, a Lalamove projeta um crescimento anual de 200% em 2020 — o primeiro desde que a startup chegou ao Brasil. Mas para ganhar capilaridade pelo país, a empresa deve enfrentar primeiro um desafio geográfico: a distância entre os estados. “O Brasil é quase um continente, enquanto a Ásia é formada por ilhas. A diferença é que agora temos de lidar com cidades desconectadas por montanhas e por distância”, comparou o executivo.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 5 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 3 horas

    Chega de chines nos nossos negocios

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos Rieper

      ± 4 horas

      Ótimo, quanto mais empresas disputando e criando empregos, melhor.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        Cesar Augusto Ferreira Jorge

        ± 6 horas

        Que cheiro de mortadela!!!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          José Buffo Filho

          ± 15 horas

          Consolidação e expansão do trabalho escravo.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          1 Respostas
          • E

            EDUARDO SABEDOTTI BREDA

            ± 4 horas

            Pelo seu comentário, melhor, então, que o pessoal continue desempregado.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

        Fim dos comentários.