Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Detalhe da cozinha e da principal área de permanência do hub gastronômico Sacas, que une brasilidade e estilo industrial na decoração.
Detalhe da cozinha e da principal área de permanência do hub gastronômico Sacas, que une brasilidade e estilo industrial na decoração.| Foto: Leticia Akemi/HAUS

A capital paranaense é um prato cheio para quem gosta de bons cafés, bares e restaurantes. Muitos desses espaços gastronômicos agradam os clientes não só pelo cardápio, mas também pela ambientação diferenciada, com decoração única e arquitetura marcante. Listamos cinco projetos de espaços gastronômicos de Curitiba que são um verdadeiro deleite para o estômago e para os olhos. São propostas criativas e inovadoras que integram o Anuário HAUS 2021. Confira!

Sacas Hub

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Uma casa de 1940 foi completamente reformada para abrigar o pub gastronômico Sacas Hub. O conceito do projeto surgiu da própria história construtiva do local, evidenciando a rusticidade e o industrial, que se misturam com elementos brasileiros e mobiliários contemporâneos.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

No sótão fica o escritório de Givago Ferentz Arquitetos, responsável pelo projeto. Há, ainda, salas e espaço para as consultorias e reuniões. O destaque do empreendimento é a cozinha profissional e a adega, cuidadosamente planejadas para servir de ponto de apoio para eventos.

Confira todos os projetos do Anuário HAUS 2021

Tokyo Milano

| Matheus Kaplun/Divulgação

Assinado pelo escritório André Henning Arquitetura, o projeto do Tokyo Milano explora de forma refinada as diversas nuances que a cultura japonesa possui. O restaurante de gastronomia japonesa tem áreas instagramáveis, que receberam tratamento de acabamentos de marcenaria, iluminação e aplicação de grafite.

| Matheus Kaplun/Divulgação

Outro destaque do projeto é o espaço de entrada frontal, onde há uma cascata de luz que simula um céu estrelado. Os jogos de elementos arquitetônicos com vegetações e luzes criam uma atmosfera única.

| Matheus Kaplun/Divulgação

Go Coffee

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Este projeto, também assinado por André Henning Arquitetura, apresenta o novo conceito da Go Coffee, cafeteria com conceito “to go” que tem mais de 130 lojas em todo país. Os elementos clássicos da marca, como a cor verde e a vegetação, estão presentes no projeto, assim como elementos de mobiliário com materiais rústicos e espaços de descanso.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

A arquitetura foi pensada para proporcionar a criação de pausas no dia a dia para se tomar um bom café. O arquiteto buscou expressar os traços da cidade contemporânea e suas diversas nuances no espaço. O painel de personalização e os espaços instagramáveis reforçam ainda mais o conceito por meio da criação de experiências para o cliente.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Pasta Basta

| Brenda Pontes/Divulgação

A Pasta Basta é um restaurante de comida italiana com a premissa de proporcionar o prazer em bem comer, em um espaço que transmite a sua identidade: simples, casual e aconchegante. O restaurante, situado na Rua Saldanha Marinho, dialoga com a cidade através de uma generosa varanda frontal.

| Brenda Pontes/Divulgação

Internamente, a estratégia de projetar aberturas que conectam visualmente salão, cozinha, caixa e área de delivery confere amplitude ao espaço. Na cozinha, balcões organizam o fluxo de trabalho, enquanto o tom claro da madeira traz leveza ao ambiente. A execução civil, realizada pela Prumo Engenharia, foi acompanhada em todo período de obra pela numa arquitetos, que assina o projeto.

| Brenda Pontes/Divulgação

OX Room Steakhouse

| Eduardo Macarios/Divulgação

A OX Room Steakhouse é uma combinação de churrascaria com lounges, espaço para DJ e bar de drinks. Um ambiente descontraído, confortável, slow food.

| Eduardo Macarios/Divulgação

O projeto assinado pelo Studio Guilherme Bez traz elementos que reafirmam esses conceitos, a começar pela entrada com a fachada em brasas. As chamas finalizam no ambiente chamado Garden, que conta com árvores nativas, arte e outras experiências para o público.

| Eduardo Macarios/Divulgação

O espaço, que acomoda 250 pessoas, tem 5 áreas interligadas e muitos detalhes. Um mix de estilos contemporâneos, rústico e industrial predominam e trazem um tom mais intenso ao ambiente.

| Eduardo Macarios/Divulgação
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]