Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Intensa, inovadora e vibrante, a linha Red Stone, da Roca, designa uma textura marcante que representa, com naturalidade, o aspecto das rochas oxidadas e desgastadas pelo tempo.
Intensa, inovadora e vibrante, a linha Red Stone, da Roca, designa uma textura marcante que representa, com naturalidade, o aspecto das rochas oxidadas e desgastadas pelo tempo.| Foto: Divulgação

São Paulo recebeu em março a Expo Revestir, maior feira de revestimentos e acabamentos da América Latina. O evento de 2022 celebrou a retomada de sua versão presencial, depois do hiato de uma temporada sem a edição física, e comemorou 20 anos de realização do evento, com aproximadamente 200 expositores de todo o Brasil. Apenas as palestras oficiais – do designer holandês Maarten Baas, do arquiteto norte-americano Charles Renfro (Diller Scofidio+Renfro) e da diretora e curadora da Etel, Lissa Carmona – foram realizadas de forma digital.

Em 2023, porém, a Expo Revestir já anunciou que vai mudar de casa. Vai trocar o tradicional Transamérica Expo Center, em Santo Amaro, pelo São Paulo Expo, no Jabaquara, com uma área de exposição duas vezes maior. E avisa que vai acontecer em conjunto com a primeira edição do Haus Decor Show, evento recém-criado com os principais atores dos setores de tintas e vernizes, iluminação e automação residencial. As duas feiras serão realizadas entre 14 e 17 de março do próximo ano.

Siga a HAUS no Instagram

Segundo a NürnbergMesse Brasil, promotora de eventos por trás do Haus Decor Show, o objetivo é proporcionar aos visitantes uma experiência mais completa, permitindo que tenham acesso a outros produtos que também integram as áreas de arquitetura e design de interiores.

Para essa cobertura, HAUS se aliou à Impermix e à Vesta Piso Aquecido e traz as principais tendências e lançamentos da Expo Revestir 2022. Confira!

Pedras menos nobres

Sim, o mármore reina no universo de interiores. Com seus veios hipnotizadores, criados pela mãe natureza ao longo de milhares de anos, a pedra requintada é um sonho de consumo. Mas observa-se um novo movimento que valoriza tipos de rochas menos nobres, de essência mais bruta, porém sutis, velhas conhecidas que são igualmente encantadoras. Como o basalto, uma rocha vulcânica bastante abundante formada por pequenos cristais ricos em ferro e magnésio, o arenito, uma rocha sedimentar e neutra, resultante da cimentação da areia, e o Ceppo di Gre, uma pedra italiana porosa e heterogênea, formada por grandes seixos, que puxa para um tom cinza levemente azulado.

A marca gaúcha Rubinettos lança a coleção Sinergia, com misturadores em 22 acabamentos diferentes e 8 opções de pedras naturais. A lapidação é da designer de jóias Camila Vieira, que desenvolveu uma lapidação especial, inspirada nos tsurus - pássaros de dobradura.
A marca gaúcha Rubinettos lança a coleção Sinergia, com misturadores em 22 acabamentos diferentes e 8 opções de pedras naturais. A lapidação é da designer de jóias Camila Vieira, que desenvolveu uma lapidação especial, inspirada nos tsurus - pássaros de dobradura.| Divulgação
Padrão Ceppo di Gre da Roca. A pedra também ganhou versões na Villagres, com a linha Lombardia, e na Decortiles, com a coleção Nord.
Padrão Ceppo di Gre da Roca. A pedra também ganhou versões na Villagres, com a linha Lombardia, e na Decortiles, com a coleção Nord.| Divulgação
Granito brasileiro do Ceará batizado de Alamo Navona, da Granos.
Granito brasileiro do Ceará batizado de Alamo Navona, da Granos.| Divulgação
Intensa, inovadora e vibrante, a linha Red Stone, da Roca, designa uma textura marcante que representa, com naturalidade, o aspecto das rochas oxidadas e desgastadas pelo tempo.
Intensa, inovadora e vibrante, a linha Red Stone, da Roca, designa uma textura marcante que representa, com naturalidade, o aspecto das rochas oxidadas e desgastadas pelo tempo. | Divulgação
A preciosidade das rochas naturais foi o ponto de partida para o desenvolvimento da linha Rarità, da Portinari, que se destaca pelo desenho dos veios oxidados e pelos tons silenciosos.
A preciosidade das rochas naturais foi o ponto de partida para o desenvolvimento da linha Rarità, da Portinari, que se destaca pelo desenho dos veios oxidados e pelos tons silenciosos.| Divulgação

Rainha das pedras

O mármore aparece na maioria dos lançamentos das marcas. Empresas voltadas para o beneficiamento da matéria-prima (extração, corte em chapas e blocos e posterior polimento) apresentaram a versatilidade e a beleza que essas rochas carregam. Já os grupos voltados à cerâmica e ao porcelanato investem em reproduções cada vez mais fiéis e elegantes, e também em novas releituras, com veios mais marcados ou com variações de cores mais exóticas. Entre os destaques, atenção para novas versões de mármores verdes e azuis.

A Villagres apresenta a linha Atlantis, um mármore inspirado no imaginário da ilha de Atlantis, que, segundo Platão, é o berço dos deuses. Sua superfície destaca veios e cores detalhadas em uma criação única, inspirado nos elementos da natureza. Material que tem a profundidade dos tons de azul mesclado entre veios avermelhados.
A Villagres apresenta a linha Atlantis, um mármore inspirado no imaginário da ilha de Atlantis, que, segundo Platão, é o berço dos deuses. Sua superfície destaca veios e cores detalhadas em uma criação única, inspirado nos elementos da natureza. Material que tem a profundidade dos tons de azul mesclado entre veios avermelhados. | Divulgação

Padrões de madeira

Nos padrões amadeirados, duas tendências aparecem com força. Uma com interpretações mais sutis e terapêuticas, com movimentos leves, que combina com o essencialismo e a atemporalidade. E outra mais ousada, de mais personalidade, com nós marcados, grandes catedrais sofisticadas e nuances de veios dourados e avermelhados. Entre os tons, estão presentes os clarinhos, os de tom médio amendoado e os mais escuros. Bastante destaque para as madeiras brasileiras, como o pau-ferro e a sucupira, e a nogueira avermelhada e o carvalho branco.

A Akafloor, marca referência em pisos de madeira maciça natural, apresenta uma linha assinada pela arquiteta Consuelo Jorge que confere mais neutralidade e minimalismo para os padrões amadeirados, como o Tauari Minimal.
A Akafloor, marca referência em pisos de madeira maciça natural, apresenta uma linha assinada pela arquiteta Consuelo Jorge que confere mais neutralidade e minimalismo para os padrões amadeirados, como o Tauari Minimal.| Divulgação
Laminado Carvalho Hanover, da Durafloor, da linha Twist, com catedrais e tom de mel queimado, trazendo um movimento de cores ao ambientes.
Laminado Carvalho Hanover, da Durafloor, da linha Twist, com catedrais e tom de mel queimado, trazendo um movimento de cores ao ambientes.| Divulgação
A Eucatex traz um MDF de padrão freijó escuro e MDFs com efeito laqueado, como o Grey Sky e o Sand Color, presentes no espaço de home office e nos armários.
A Eucatex traz um MDF de padrão freijó escuro e MDFs com efeito laqueado, como o Grey Sky e o Sand Color, presentes no espaço de home office e nos armários.| Divulgação

Novos formatos

Talvez influenciado pela tendência tão forte do novo vintage, o formato quadrado predomina. A Portobello traz o maior modelo quadrado de porcelanato do Brasil: 160 cm por 160 cm. A Biancogres lança placas de vinílico quadradas, de 96 cm por 96 cm ou de 91,4 cm por 91,4, que imitam mármores e outras pedras. A Lepri, famosa por seus tijolinhos de diversos tamanhos, aposta em um novo formato de quadrados de 7 cm.

Com a valorização ainda maior das texturas, a Lepri interpreta o romantismo vintage e cria a Coleção Olaria, que oferece um formato novo 7x7, com aspecto envelhecido.
Com a valorização ainda maior das texturas, a Lepri interpreta o romantismo vintage e cria a Coleção Olaria, que oferece um formato novo 7x7, com aspecto envelhecido.| Divulgação
A linha Oh!Take, que brinca com o sobrenome de Ruy Ohtake e o transforma na expressão inglesa “Oh, take me!” (Me leva, em tradução livre), nasce da essência do trabalho do arquiteto, de colorir concretos. Está disponível em sete cores diferentes e em diversos tamanhos, inclusive no maior tamanho quadrado do Brasil, da Portobello.
A linha Oh!Take, que brinca com o sobrenome de Ruy Ohtake e o transforma na expressão inglesa “Oh, take me!” (Me leva, em tradução livre), nasce da essência do trabalho do arquiteto, de colorir concretos. Está disponível em sete cores diferentes e em diversos tamanhos, inclusive no maior tamanho quadrado do Brasil, da Portobello.| Divulgação

Novo vintage

Chame como preferir: new vintage, nostalgic recharge ou retrô. Essa é a principal aposta das marcas para oferecer novas narrativas, doses cavalares de memória afetiva e mais alegria para dentro de casa, das lojas e dos escritórios. O resgate de padrões geométricos retos ou redondos, bem coloridos ou brincando com dois ou três tons, é resultado claro de releituras e desconstruções da Escola Bauhaus, a lendária escola alemã de design de 1919; do Art Deco, movimento estético sinônimo dos anos 1920; e do movimento Memphis, um grupo milanês que, nos anos 1980, desbancou o funcionalismo purista e deu espaço a cores fortes, padrões ousados e formas bem fora do padrão.

A Incepa traz a coleção Moon, que explora uma escala neutra e versátil, com tons de cinza que vão do branco ao preto, e combinam naturalmente com outras cores e materiais.
A Incepa traz a coleção Moon, que explora uma escala neutra e versátil, com tons de cinza que vão do branco ao preto, e combinam naturalmente com outras cores e materiais.| Divulgação
Linha Bauhaus, da Eliane, traz pequenos azulejos com grafismos atemporais e minimalistas, que formam painéis coloridos na medida certa. Seus três tons – azul, cinza e amarelo – brincam com as nuances que criam movimento e fluidez aos projetos. Aplicadas individualmente ou mescladas, trazem uma harmonia perfeita.
Linha Bauhaus, da Eliane, traz pequenos azulejos com grafismos atemporais e minimalistas, que formam painéis coloridos na medida certa. Seus três tons – azul, cinza e amarelo – brincam com as nuances que criam movimento e fluidez aos projetos. Aplicadas individualmente ou mescladas, trazem uma harmonia perfeita.| Divulgação
A Pulse, da Ceusa, utiliza o elemento clássico da arquitetura, o arco, que tem função estrutural, mas também seduz por sua forma simples, elegante e retrô. Aqui a linha junta de forma inusitada arcos, texturas e cores, com relevo e sombras.
A Pulse, da Ceusa, utiliza o elemento clássico da arquitetura, o arco, que tem função estrutural, mas também seduz por sua forma simples, elegante e retrô. Aqui a linha junta de forma inusitada arcos, texturas e cores, com relevo e sombras.

Vidros texturizados

Os panos de vidros planos têm sempre seu lugar nos projetos contemporâneos. Mas as texturas, tão procuradas em papéis de parede, tecidos e revestimentos, voltam novamente aos vidros. Prova disso é o fato de mais de 11 texturas diferentes aparecerem na feira, sendo os principais: canelado, martelado, granulado com formas maiores, aramado e listrado. Essas texturas não só voltam carregadas de lembranças afetivas das casas de infância, como são garantia de privacidade sem a exclusão da luz natural, perfeito para portas, boxes, divisórias, armários e até janelas.

O vidro texturizado canelado da Cebrace é destaque no projeto do arquiteto Valdo Figueiredo.
O vidro texturizado canelado da Cebrace é destaque no projeto do arquiteto Valdo Figueiredo.| Divulgação

Design assinado

Profissionais que são verdadeiras estrelas da arquitetura e do design emprestam sua inteligência e criatividade para muitos dos lançamentos apresentados na feira. É o design autoral, ousado, assinado, com soluções bem projetadas para os novos tempos.

Peças em mármore maciço da Michelangelo, assinados pelos arquitetos Fernando Antonio Canalli e Natalia Canalli, em forma de pinhão, uma das formas essenciais do Paranismo, movimento homenageado pela marca.
Peças em mármore maciço da Michelangelo, assinados pelos arquitetos Fernando Antonio Canalli e Natalia Canalli, em forma de pinhão, uma das formas essenciais do Paranismo, movimento homenageado pela marca.| Divulgação
Linha Oh!Take, de Ruy Ohtake para Portobello, com o kit Soul: peças cimentícias esculturais com curvas em cinco cores, como amarelo, azul, branco, cinza e vermelho, desafiando o limite entre arte e design, entre 
funcionalidade e estético.
Linha Oh!Take, de Ruy Ohtake para Portobello, com o kit Soul: peças cimentícias esculturais com curvas em cinco cores, como amarelo, azul, branco, cinza e vermelho, desafiando o limite entre arte e design, entre funcionalidade e estético.| Divulgação
Linha Perspectivas, da Guararapes, traz dois novos padrões de MDF como nunca se viu no mercado a nível internacional. Aqui o padrão Floresta, a partir de uma fotografia feita por satélite da Amazônia pelo prestigiado fotógrafo norte-americano Benjamin Grant. A imagem com textura não tem repetição.
Linha Perspectivas, da Guararapes, traz dois novos padrões de MDF como nunca se viu no mercado a nível internacional. Aqui o padrão Floresta, a partir de uma fotografia feita por satélite da Amazônia pelo prestigiado fotógrafo norte-americano Benjamin Grant. A imagem com textura não tem repetição.| Divulgação
A Deca apresenta a cuba Invisible, que usa um acessório/trama de mesma tonalidade compondo a decoração da bancada. A estrutura em formato de grelha foi desenvolvida para uso funcional, evitando respingos na bancada. A maior novidade, porém, é o sifão Nano, exclusividade Deca, que já acompanha o produto, assim como a válvula de escoamento. É uma solução completa, descomplicada e bem menor, o que torna o sifão imperceptível e dá a sensação da bancada estar flutuando.
A Deca apresenta a cuba Invisible, que usa um acessório/trama de mesma tonalidade compondo a decoração da bancada. A estrutura em formato de grelha foi desenvolvida para uso funcional, evitando respingos na bancada. A maior novidade, porém, é o sifão Nano, exclusividade Deca, que já acompanha o produto, assim como a válvula de escoamento. É uma solução completa, descomplicada e bem menor, o que torna o sifão imperceptível e dá a sensação da bancada estar flutuando.| Divulgação

Inovações

Todo novo produto tem tecnologia de ponta agregada. Seja para esculpir ou cortar um mármore, para produzir uma cerâmica, para criar um porcelanato que reproduz outra interface e para desenvolver um novo funcionamento para metais, por exemplo, ela está ali. Porém, algumas tecnologias saltam mais aos olhos pelo impacto imediato que têm no dia a dia de especificadores e clientes.

A Lepri desenvolveu um produto reutilizando resíduos descartados de vidros das lâmpadas florescentes e plástico retirado dos oceanos. É o brick Lepri Mare, com textura delicada e inovadora, que até lembra um granilite mais neutro.
A Lepri desenvolveu um produto reutilizando resíduos descartados de vidros das lâmpadas florescentes e plástico retirado dos oceanos. É o brick Lepri Mare, com textura delicada e inovadora, que até lembra um granilite mais neutro. | Divulgação
Lançamento global da Roca, a coleção Ona vem com design suave como as ondas, formas orgânicas conectadas com os elementos da natureza, trazendo o estilo de vida mediterrâneo para dentro dos banheiros. Ona, que significa “onda”, em catalão, foi desenvolvida pela equipe do Roca Design Center, em Barcelona, com a colaboração dos estúdios internacionais de renome: Noa Design, Benedito Design e Interior Design Studio Cobalto.
Lançamento global da Roca, a coleção Ona vem com design suave como as ondas, formas orgânicas conectadas com os elementos da natureza, trazendo o estilo de vida mediterrâneo para dentro dos banheiros. Ona, que significa “onda”, em catalão, foi desenvolvida pela equipe do Roca Design Center, em Barcelona, com a colaboração dos estúdios internacionais de renome: Noa Design, Benedito Design e Interior Design Studio Cobalto.| Divulgação
As cubas de cerâmica da Japi, San Marino e Treviso, para banheiro e lavabo, primam por linhas orgânicas e remetem aos mármores Nero, Travertino e Calacatta Gold por meio de pintura hidrográfica.
As cubas de cerâmica da Japi, San Marino e Treviso, para banheiro e lavabo, primam por linhas orgânicas e remetem aos mármores Nero, Travertino e Calacatta Gold por meio de pintura hidrográfica.| Divulgação

Cubas e banheiras

As novas criações de cubas, pias e banheiras seguem um perfil específico. Independentemente da marca, elas vêm em tamanhos slim, com espessuras cada vez mais finas, frames arredondados e desenhos minimalistas. Em comum, elas também trazem muita tecnologia agregada, o que acaba se traduzindo em ergonomias excelentes, materiais térmicos e superfícies mais higiênicas. Essas escolhas acabam dando espaço para os revestimentos e os metais brilharem nos projetos.

A Doka lança dois novos modelos de cubas da linha Geostone, em cinco opções de cores. Desenvolvidas para tornar o ambiente ainda mais magnífico e particular, as cubas GeoStone possuem um design moderno e prático com duas opções de acabamentos: Concrete e Terrazzo. Agora marca adiciona a cuba de apoio quadrada com mesa e a cuba de apoio redonda com mesa.
A Doka lança dois novos modelos de cubas da linha Geostone, em cinco opções de cores. Desenvolvidas para tornar o ambiente ainda mais magnífico e particular, as cubas GeoStone possuem um design moderno e prático com duas opções de acabamentos: Concrete e Terrazzo. Agora marca adiciona a cuba de apoio quadrada com mesa e a cuba de apoio redonda com mesa.| Divulgação

Entrevistas

HAUS conversou com exclusividade com três atores importantes do setor que foram convidados para palestrar no evento. Por e-mail, o designer holandês Maarten Baas, o arquiteto norte-americano Charles Renfro (Diller Scofidio+Renfro) e a diretora e curadora da Etel, Lissa Carmona, fizeram defesas coerentes de diversos princípios que são decisivos para um bom design e uma boa arquitetura. Selecionamos um aperitivo de cada uma das conversas. Para ver as discussões na íntegra, acesse o nosso portal.

Maarten Baas.
Maarten Baas. | Kenton Thatcher

Maarten Baas, designer.

"Não sei qual o sentimento no Brasil, mas, na Europa, há um tanto de polarização. Acredito que [a conciliação] começa pelo convencimento de si mesmo sobre o fato de que não sabemos a verdade. Mantenha sempre algum espaço para dúvidas e curiosidade. Estamos tão acostumados a pensar dentro da nossa bolha que não sabemos mais como nos comunicar com pessoas que pensam de forma diferente da gente. Se estivermos cientes de que temos um ponto de vista limitado, já ajuda muito."

Lissa Carmona.
Lissa Carmona.| Divulgação

Lissa Carmona, diretora da Etel.

"Se no início do século passado os estrangeiros imigraram para o Brasil dispostos a entender e se relacionar com o Brasil com base nas suas vivências e suas origens, agora estamos com os estrangeiros para trabalharmos juntos em um novo movimento antropofágico, onde os grandes designers internacionais têm a oportunidade de dialogar com o nosso país, nossa produção e nossa história."

Charles Renfro.
Charles Renfro.| Geordie Wood

Charles Renfro, arquiteto.

"Um projeto que espero que revolucione radicalmente é o Museu da Imagem e do Som, cuja construção foi retomada no Rio de Janeiro. Mesmo sem ingresso, os visitantes podem acessar o prédio diretamente do icônico calçadão de Burle Marx, subir a escada externa do prédio, observar as galerias e aproveitar a cobertura pública. Este será o primeiro ponto de vista elevado da praia que não exige que você possua uma residência particular ou seja hóspede de um hotel chique à beira-mar."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]