Brasileira premiada nos EUA com projeto de desenvolvimento urbano dá palestra em Curitiba

Gislene Pereira, que também é professora da UFPR, vai abrir a Mostra Bienal de Arquitetura para Curitiba no Memorial da cidade

Foto: Eduardo Macarios/Divulgação

por Gazeta do Povo

11/10/2019

compartilhe

Premiada pelo Instituto Lincoln de Políticas do Solo nos Estados Unidos com projeto de desenvolvimento urbano, a arquiteta e urbanista Gislene Pereira dará uma palestra gratuita nesta terça-feira (15), às 19h, no Memorial de Curitiba. A fala da estudiosa, que também é professora do curso de arquitetura e urbanismo da Universidade Federal do Paraná, marca a abertura da maior mostra de arquitetura da capital paranaense, a Mostra Bienal de Arquitetura para Curitiba, no Memorial da cidade, no bairro São Francisco.

Depois de passar uma temporada no mezanino do Palácio Iguaçu, sede do governo do estado do Paraná, o evento chega a sua terceira edição, reunindo 21 projetos realizados em parcerias de escritórios, arquitetos e estudantes universitários. A mostra fica em exposição no 2º andar do Memorial até 15 de dezembro.

A exposição concentra projetos dos profissionais que foram desenvolvidos durante quatro meses em parceria com estudantes de nove faculdades de arquitetura de Curitiba, e cinco de outras cidades. Todas as propostas seguem o tema “Cidade Presente, Cidade Ausente”.

A Bienal conta com o apoio editorial de HAUS, da Gazeta do Povo, que semanalmente explora algumas das proposições construídas para a cidade. Clique aqui para ver todas as matérias publicadas até agora.

Serviço

De 15 de outubro a 15 de dezembro no 2º andar do Memorial de Curitiba, na R. Dr. Claudino dos Santos, 79, São Francisco.

Entrada gratuita.

LEIA TAMBÉM

Professoras da UFPR vencem concurso internacional com projeto de desenvolvimento urbano

Curitiba recebe proposta de moradia sustentável para pessoas em situação de rua

Lado B da Rua XV inspira projeto de “moradia fraternal” e novo espaço para ambulantes

Arquitetas questionam como cidades podem ser mais inclusivas para mulheres

 

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você