Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Café de Curitiba ganha prêmio português de melhor decoração de projeto comercial
| Foto: Fernando Zequinão/Divulgação

A pequena cafeteria Coffee Box, no Centro de Curitiba, foi laureada com a 1ª edição do Prêmio Lusófono de Arquitetura e Design de Interiores, de melhor design de exteriores e interiores de comércio de pequena dimensão de todos os países de língua portuguesa do mundo. A autoria é do arquiteto curitibano Givago Ferentz, do escritório Givago Ferentz Arquitetos. O anúncio oficial foi feito nesta terça-feira (8) em Portugal.

O pizza bar Jack Pizza, em Pinhais, na Grande Curitiba, foi outro agraciado com o prêmio. O projeto também assinado por Ferentz ficou com o terceiro lugar (medalha de bronze) na categoria de melhor design de exteriores e interiores de comércio de grande dimensão.

Siga a HAUS no Instagram

| Fernando Zequinão/Divulgação

Entre os 14 jurados da premiação, destaque para Márcio Kogan, Sarkis Semerdjian, Luís Rebelo de Andrade, Herbert Holdefer, Wair de Paula Jr., Joana Beirão e Maria Milano.

Coffee Box

A cafeteria de grab and go foi concebida sobre um conceito de decoração urbana, bastante jovial e tecnológica, com iluminação RGB e espelhos infinitos de LED.

"O partido para o projeto veio através de seu nome, remetendo a uma caixa e à energia, onde uma das principais ideias era o desenvolvimento de um espaço compacto que gere experiência dinâmica e ousada, sem abandonar o funcional", explica o arquiteto na descrição oficial do projeto.

| Fernando Zequinão/Divulgação

Pensando na otimização de tempo, espaço e funções, o Coffee Box conta com um sistema de autoatendimento que traz agilidade e qualidade ao serviço. A principal cor presente no projeto é o preto, que ajuda a criar diferentes jogos de luz e sombra, além de dar um toque mais sofisticado ao espaço.

Jack Pizza

Localizado em Pinhais, na Grande Curitiba, o bar pizza ocupa um galpão industrial com decoração descontraída. Além das estruturas de concreto, tijolos e ferro aparentes, o espaço se destaca pelo amarelo e laranja vibrantes, grafites lúdicos de Nuno Skor e luminárias de acrílico em formato de caixas de pizza.

| Fernando Zequinão/Divulgação

A fachada brinca com os cheios e vazios por meio de chapas de aço Corten trabalhadas. No total, o espaço conta com três pavimentos, 700 m² e 350 lugares. O mobiliário é todo em madeira, para imprimir calor ao ambiente e contrastar com os elementos mais frios do estilo industrial.

| Fernando Zequinão/Divulgação

Na entrada do pizza bar, o teto é inteiro em madeira de demolição. Outros destaques são as luminárias montadas a partir de tambores recortados em tamanhos menores e a partir de trilhos de canos aparentes. Há diferentes espaços intimistas no restaurante: cantinhos arredondados, sofás para grandes grupos e pequenos espaços para poucas pessoas.

| Fernando Zequinão/Divulgação
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]