Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Casa Petro é assinada pela arquiteta Fernanda Padula em Ribeirão Preto, com simplicidade estrutural, materiais aparentes, e planta aberta nos dois andares.
Casa Petro é assinada pela arquiteta Fernanda Padula em Ribeirão Preto, com simplicidade estrutural, materiais aparentes, e planta aberta nos dois andares.| Foto: Carolina Mossin/Divulgação

Diversos poetas e filósofos ao longo da história defendem que o genial reside na simplicidade, o tal dito último grau de sofisticação. Foi a partir dessa intenção que a arquiteta Fernanda Padula projetou a Casa Petro, uma residência de 380 m² em Ribeirão Preto, como um pavilhão retangular flutuante no centro de um jardim generoso.

A casa tem uma base estrutural sem muitos suportes, o que faz com que pareça flutuar. Está elevada 40 centímetros do solo, apoiada em vigas recuadas. Ao todo são duas lajes armadas, sustentadas por paredes pilares de concreto, todas aparentes.

Siga a HAUS no Instagram!

| Carolina Mossin/Divulgação

A simplicidade também está na disposição dos ambientes. O térreo abriga os espaços de uso coletivo, com sala, escritório, banheiro, cozinha e área de serviço. Todos conversam com os jardins com grandes aberturas e uma varanda que torna-se o espaço central de convivência.

| Carolina Mossin/Divulgação

No segundo andar fica a área íntima com duas suítes e um pátio mirante, uma grande laje (cobertura da varanda), com vista para as copas das árvores. O quarto e banheiro da suíte principal se abrem para esse espaço.

| Carolina Mossin/Divulgação

O bambu, um material tão resistente e sustentável utilizado para grandiosas obras na Colômbia e na Indonésia, aparece no projeto como filtro solar dos quartos. E cria um diálogo com os outros materiais brutos empregados na obra.

| Carolina Mossin/Divulgação

De dia, os painéis de bambu filtram a luz no interior da casa criando uma textura de luz e sombra. À noite, transformam as caixas em grandes lanternas que iluminam o terreno.

| Carolina Mossin/Divulgação

Perceba que na cozinha também impera a máxima da simplicidade contemporânea. A prova está nos diversos utensílios que ficam à mostra, suspensos sobre a ilha do espaço. Essa escolha demanda uma seleção primorosa de peças e um pouco de adesão ao minimalismo como estilo de vida, sem aquelas centenas de louças e copos.

Confira mais fotos do projeto de Fernanda Padula

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]