Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
cidades-brasileiras-preocupacao-entidades-arquitetura-urbanismo-carta-aberta-candidatos-eleicoes-2022 (2)
Detalhe da Avenida Paulista, artéria urbana de São Paulo, a principal cidade do Brasil| Foto: João Tzanno/Unsplash

As principais entidades representativas de arquitetos e urbanistas brasileiros apresentaram no último dia 29 uma carta aberta aos candidatos e candidatas nas eleições de 2022. O documento, que tem a validação das sete organizações que compõem o Colegiado de Entidades de Arquitetura e Urbanismo (CEAU), reúne 20 propostas para impactar as questões estruturais e as políticas de desenvolvimento econômico, social e o ordenamento territorial do país.

Siga HAUS no Instagram

Assinam a carta: Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU Brasil), Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA), Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA), Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP) e Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo (FeNEA).

Vista aérea de Curitiba, um dos municípios com melhor planejamento urbano do país
Vista aérea de Curitiba, um dos municípios com melhor planejamento urbano do país| Rodrigo Kugnharski/Unsplash

“O momento é grave. O Brasil vive hoje um dos mais críticos períodos de sua história. Ano após ano, acentuam-se as injustiças sociais que marcam a construção de nossas cidades desde a colônia. Como resultado, o país conta atualmente com 25 milhões de moradias precárias e mais de 220 mil pessoas em situação de rua. É inegável que as desigualdades territoriais foram determinantes na propagação da pandemia da Covid-19. Além disso, as mudanças climáticas apontam a emergência de ações na crise ambiental”, diz a abertura da carta.

Dividido nos eixos de planejamento das cidades e de regiões; habitação, saúde pública e meio ambiente; organização e políticas de estado; valorização da arquitetura e urbanismo; tributos e trabalho; educação e relação com a sociedade, a carta traz as propostas “como parte da agenda nacional e regional de desenvolvimento social e econômico, priorizando a qualidade e o cuidado com a vida da população brasileira”.

Atualmente, o país conta com 25 milhões de moradias precárias e mais de 220 mil pessoas em situação de rua
Atualmente, o país conta com 25 milhões de moradias precárias e mais de 220 mil pessoas em situação de rua| Bigstock

O documento será entregue a lideranças partidárias do executivo e legislativo em um trabalho coletivo das entidades para a sensibilização de autoridades e profissionais. Visando ampliar a divulgação, o documento, veiculado em hotsites, poderá receber contribuição de profissionais especialistas nos temas, incluindo cases de sucesso baseados nos eixos da carta que possam inspirar ações futuras.

A presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU Brasil), Nadia Somekh, destaca que o documento pretende “levar para a sociedade a importância de votar nos candidatos que defendam a nossa pauta, que é a pauta da qualidade da vida dos brasileiros e que a gente produz com o nosso trabalho. Nosso partido é a arquitetura”.

Vista aérea de uma cidade de Minas Gerais, com muito patrimônio histórico material preservado
Vista aérea de uma cidade de Minas Gerais, com muito patrimônio histórico material preservado| Bigstock

A versão preliminar do documento foi aprovada durante a 122ª reunião plenária do CAU Brasil realizada nos dias 24 e 25 de março.

Confira a carta aberta aos candidatos do executivo e legislativo das eleições 2022

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]