Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Detalhe do Palacete dos Leões, que hoje é o Centro Cultural BRDE, em Curitiba.
Detalhe do Palacete dos Leões, que hoje é o Centro Cultural BRDE, em Curitiba.| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo/Arquivo

Estão abertas as inscrições para a especialização em patrimônio histórico e restauro, oferecida pela Escola de Patrimônio & Liceu das Artes, uma iniciativa conjunta da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), da Prefeitura de Curitiba e da École de Chaillot, em Paris, na França. Grandes nomes de destaque da arquitetura brasileira lecionarão no curso, além de professores convidados da própria École de Chaillot, da Universidade La Sapienza de Roma, na Itália, e da Universidade do Porto e do Instituto Politécnico de Tomar, em Portugal.

Nesta quarta-feira (9), a partir das 17h, o português Rui Póvoas, da Universidade do Porto, um dos professores do curso, fará uma palestra gratuita sobre desafios e oportunidades da conservação e reabilitação do patrimônio arquitetônico. Para assistir em tempo real a fala dele, basta acessar este link aqui.

Siga a HAUS no Instagram!

O curso é multidisciplinar e está aberto para profissionais de diversas áreas do conhecimento. A especialização terá duração de um ano e meio (500 horas), a começar dia 6 de agosto, com aulas online e presenciais a cada quinze dias.

"Acredito na formação especializada como uma forma de preservação. A ideia é sabermos lidar com o patrimônio, promover a convivência saudável entre a arquitetura nova e a antiga", defende a arquiteta Giceli Portela, professora de Arquitetura e Urbanismo da UTFPR e coordenadora do curso de especialização.

"Curitiba é vista como polo de desenvolvimento urbano. Queremos iniciar um novo polo, onde também sejamos vistos pela nossa capacidade de lidar com o percurso do tempo. O momento clama pela conservação. Não cabe mais projetos que desconsiderem o que já existe na natureza e nas cidades", alerta Giceli.

Veja aqui mais informações e como fazer sua inscrição.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]