Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Jaime Lerner assina masterplan que traça diretrizes para o futuro de Balneário Camboriú
| Foto: Divulgação

Depois de São Paulo e União da Vitória, é a vez de Balneário Camboriú contar com a experiência e as soluções que marcam a trajetória do arquiteto e urbanista Jaime Lerner para o planejamento do que será a cidade, conhecida nacionalmente como um dos destinos litorâneos mais disputados, nos próximos anos.

Siga a HAUS no Instagram

Desde janeiro de 2020, o escritório Jaime Lerner Arquitetos Associados trabalha na elaboração do masterplan para a cidade, que agora foi aberto pela Prefeitura do município catarinense para avaliação e contribuições públicas - tanto da população em geral como de profissionais da área.

"Hoje, a média de crescimento de Santa Catarina é de 1.4%. No Brasil, 1.2%. Nós temos 3.1% ao ano. Nossa densidade demográfica é muito alta: temos 3.147 pessoas por Km², enquanto Florianópolis, por exemplo, tem 780. Isso exige de nós um planejamento para que possamos usar o espaço da forma mais ordenada e inteligente possível", avalia Fabrício Oliveira (Podemos), prefeito de Balneário Camboriú. "[Pensar] um crescimento planejado e não imediatista, um novo perfil para a economia que não só a dependência do sol e do mar", acrescenta.

Para isso, o projeto está sendo desenvolvido a partir de duas principais vertentes. A primeira delas diz respeito à macroestruturação urbana e engloba questões relacionadas ao ordenamento territorial, conectividade, meio ambiente e identidade, como lista a arquiteta e urbanista Valéria Bechara, sócia-fundadora do Jaime Lerner Arquitetos Associados.

"A segunda apresenta projetos estratégicos específicos, a nível conceitual, que valorizam o meio ambiente, aspectos históricos e culturais para a construção de um sentido de pertencimento e consolidação de uma identidade para seus moradores", acrescenta.

"Sol e mar"

Não há como pensar em Balneário Camboriú sem que imediatamente venha à mente a imagem de sua Praia Central, e seus gigantes edifícios, muitos dos quais figuram entre os mais altos do Brasil. Cartão-postal da cidade, ela está contemplada no masterplan assinado pelo escritório de Jaime Lerner, que prevê desde a macrodrenagem e recuperação da vegetação de restinga à revitalização do passeio, com ciclovias, quiosques para o comércio e serviços de segurança e academias ao ar livre.

| Divulgação

Tudo isso será possível, também, após a conclusão do alargamento da faixa de areia, que deverá ser finalizado em setembro deste ano, aumentando da média de 20 m para 75 m sua extensão, segundo Oliveira.

O fechamento de cerca de sete vias para o trânsito de veículos motorizados, nos moldes do que Lerner fez com a Rua XV de Novembro, em Curitiba, também está previsto no projeto.

| Divulgação

"Serão os Caminhos do Mar. No sentido transversal às avenidas, estas ruas irão incluir e integrar os territórios a partir da paisagem urbana, conectando desde os bairros até o mar com calçadas compartilhadas, desenho urbano exclusivo e comércio pujante", explica Valéria. "[Eles] atravessarão a rodovia, em eixos livres, iluminados, com prioridade ao pedestre e veículos não motorizados e com extensão aproximada de dois quilômetros, distância facilmente transposta a pé. Na escala da acupuntura urbana, essa proposta carrega a possibilidade de consolidar o sentido de pertencer a uma só cidade", acrescenta.

Rodovia

Tida como um dos principais desafios à integração entre a orla central e os bairros da cidade, a BR-101 também é foco do masterplan assinado pelo escritório curitibano para Balneário Camboriú. A intenção é que ela seja transformada em uma grande avenida interpraias, além de servir como solução para demandas de maior e menor distâncias por meio da implantação de linhas de transporte interurbanas e que circulem dentro da malha urbana do município.

| Divulgação

Isso será viável a partir da execução do anel de contorno na rodovia, previsto para 2030, que permitirá "a convivência do transporte de cargas, de passageiros, de veículos de passeio, bem como novos usos e ocupação de suas marginais e, consequentemente, do fluxo de pessoas", como lembra Valéria.

Esta maior "comunicação" entra as diversas partes da cidade também terá impacto sobre o papel que cada uma desempenha no município, o que será enfatizado dentro do projeto, seja pela revitalização e preservação de áreas, como as das margens do Rio Camboriú, ou pela inserção de novos polos, como o Distrito de Inovação.

A atratividade gerada a partir da revitalização e inserção de novos equipamentos urbanos, como o parque público na região das Lagoas da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), e as atividades de turismo sustentável previstas para as praias agrestes (Estaleirinho, Praia do Pinho, Laranjeiras, Taquaras e Taquarinhas, que contará com uma reserva natural com estrutura de apoio aos visitantes) também estão previstas no masterplan.

| Divulgação

"A cidade é um processo contínuo de elaboração e construção. Existem no plano propostas em curto, médio e longo prazo. Entendemos que parte desse futuro pode e deve ser imediato, iniciado na presente gestão. Outras questões possuem longo prazo, como, por exemplo, a modificação do perfil da BR-101", finaliza Valéria.

Veja mais detalhes sobre o projeto:

25 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]