i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Artigo

A sua nova casa em 2021: novidades e tendências para a década

  • PorMarcos Kahtalian*
  • 19/01/2021 09:03
Casa 2021: Janelas amplas e a valorização das varandas estão entre as tendências.
| Foto: Bigstock

A sua nova casa em 2021 será também a mesma. Você vai mudar de ares sem mudar de endereço: uma cortina aqui, um novo móvel acolá, a simples redistribuição interna da decoração; uma viagem pelo mundo sem sair do quarto. Você terá a tentação de pintar uma parede com uma cor mais intensa – e seguindo o conselho de Oscar Wilde não resistirá às tentações. E por fim, plantas para todo lado.

Sim, o ano de 2021 será um pouco como o de 2020, um ano de reformas e pequenas obras. As lojas de material de construção, mobiliário e decoração tiveram grandes repiques de consumo. Todos aproveitando a vivência mais intensa da casa para reformulá-la. E, claro, você já deve ter percebido: vai pagar mais caro por isso, pois o preço – todos os preços – subiram e, pior ainda, os profissionais sumiram! Tente contratar um móvel planejado de cozinha. O prazo é sabe-se lá quando. Bons fornecedores na área? Eles vão pensar no que podem fazer por você.

Siga a HAUS no Instagram

Mas é claro que não só de pequenas reformas e trocas de decoração será 2021. Este ano também será, como o ano anterior, um ano do mercado imobiliário, um ano de lançamentos e vendas aquecidas de apartamentos novos. Há muitos projetos saindo por aí e já deve estar bem presente que cada vez mais os empreendimentos vêm sendo diversificados, mais ousados em sua arquitetura e design.

Você irá reparar um detalhe: o seu novo apartamento terá janelas, muitas janelas. Janelas e janelões para todos os lados, numa ânsia de transparências, de luminosidade, de amplitude de horizontes. Pelo menos é isso o que se vê nos produtos de padrões altos e luxuosos, o que dá o que pensar: quanto mais janelas, maiores os preços.

Imóvel financiado poderá ser usado como garantia de novo empréstimo
| Daniel Castellano/Arquivo/Gazeta do Povo

Isso remete ao curioso – porque inútil – imposto da janela (window tax) que na Inglaterra dos séculos 17 e 18 procurava taxar os domicílios com mais janelas, posto que seriam casas de ricos (é claro que isso provocou uma epidemia de fechamento de janelas!), como se lê no magnífico Em Casa – Uma Breve História da Vida Domestica, de Bill Bryson. Bem, a contar as janelas por aí e comparar com o preço anunciado, isso seria verdade hoje.

Mas além de uma casa ideal feita só de janelas, a sua nova casa ou apartamento também terá muitas varandas. Varandas e varandões, eles vieram para ficar e desafiam mesmo o clima inóspito de Curitiba (há controvérsias). A sua nova casa terá varandas, pois não será possível prescindir desse espaço que é o grande coringa dos novos imóveis: lazer, home office, sala de estar, contemplação da manhã – o que for. A varanda é o novo espaço gourmet (aliás, também serve como espaço gourmet).

E já que estamos fazendo previsões, não custa avançar mais algumas casas no zodíaco das pranchetas e indicar algumas tendências que ocorrem. Vamos a elas. As áreas de lazer continuarão a ser colocadas nos imóveis, porém com ênfase mais na qualidade do que na quantidade delas. Sabe aquela história de mais de 50 itens de lazer? Esqueça (aliás, quem é que consegue pensar em 50 formas de lazer...). Se é para ter uma academia (no jargão: fitness center) que seja boa, e não uma saleta sem janela com umas mal ajambradas esteiras.

| Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Por sua vez, as casas e lotes de terrenos vêm com tudo; se já eram escassos, serão escassíssimos: motivados por um consumidor que vê menos relevante a distância, e mais a importante velocidade de conexão.

Mas essas tendências todas não eludirão o fato de que, se casa é o nosso espaço de mudança interior, é na cidade exterior que a vida pulsa. Quando é que voltaremos à ampla convivência urbana? Enamoramo-nos de nosso lar, mas queremos mesmo é viver na urbe. Imunizados ou não (o tempo dirá) sairemos das casas para as ruas em 2021; porque se viver em casa é ótimo, encontrar os amigos é melhor. Nem que seja na nova casa deles.

*Marcos Kahtalian é sócio-fundador da Brain Inteligência Estratégica.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.