Paulo Mendes da Rocha vem a Curitiba e fala com exclusividade à Haus

O arquiteto capixaba veio para exposição do centenário de Vilanova Artigas e recebeu a equipe da Haus para uma entrevista sobre planejamento urbano, arquitetura contemporânea e os rumos das cidades

O arquiteto capixaba, único brasileiro junto de Oscar Niemeyer a receber o Prêmio Pritzker, uma das mais reconhecidas honrarias da arquitetura mundial,durante entrevista ao repórter Luan Galani e à editora da Haus Larissa Jedyn. Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

por Luan Galani

28/08/2015

compartilhe

Um dos principais expoentes da arquitetura brasileira de todos os tempos, o arquiteto capixaba Paulo Mendes da Rocha, 86 anos, esteve em Curitiba entre quinta e sexta-feira (dias 27 e 28) para uma visita relâmpago.

O arquiteto veio participar da abertura da exposição Nos pormenores um universo, que comemora o centenário de nascimento do curitibano João Batista Vilanova Artigas (1915-1985). A mostra no Museu Oscar Niemeyer (MON), com curadoria de Giceli Portela e Maria José Justino, fica aberta para visitação até 14 de fevereiro de 2016.

Mendes da Rocha, que é o único brasileiro vivo a conquistar o Prêmio Pritzker – o mais importante da arquitetura mundial – recebeu a equipe da Haus para um entrevista exclusiva. Ele, que dificilmente concede entrevistas, conversou sobre planejamento urbano, crise da arquitetura contemporânea e os rumos das cidades. “Se não houver preocupação com a dimensão social e humana, não vale a pena fazer mais nada”, alerta. O arquiteto, que sempre foi engajado a questões políticas, não acredita em uma arquitetura meramente estética. A aparente crise ideológica, segundo ele, é oportunidade para a transformação.

A entrevista completa você confere na edição de setembro da revista, que sai próximo dia 24.

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você