Há 13 anos a arquitetura perdia Philip Johnson, um dos pais dos arranha-céus envidraçados

Um dos principais arquitetos do século 20, Philip Johnson foi o primeiro profissional a receber o Prêmio Pritzker, mais importante honraria da arquitetura mundial

Philip Johnson é tido como um dos pais da arquitetura moderna. Foto: Wikimedia Commons/reprodução

por HAUS*

25/01/2018

compartilhe

Muitos dos arranha-céus que se destacam ao redor do mundo levam a assinatura de Philip Johnson, um dos principais arquitetos do século 20, falecido há exatos 13 anos. Tido como um dos pais da arquitetura moderna, Johnson foi responsável por popularizar os chamados arranha-céus “caixa de vidro” e o primeiro profissional a receber o Prêmio Pritzker, mais importante honraria da arquitetura mundial, em 1979.

Nascido em Cleveland, Estados Unidos, em 1906, graduou-se em História e Filosofia na Universidade de Harvard. Na mesma instituição, nos anos 1940, deu início aos estudos sobre Arquitetura. Duas décadas antes, no entanto, sua veia arquitetônica já pulsava, ganhando força quando de seu encontro com o arquiteto  alemão Ludwig Mies van der Rohe, com quem realizou diversos trabalhos. Entre eles está o Edifício Seagram, construído em 1958, em Nova York. Com 38 andares e 157 metros de altura, a torre envidraçada se transforma em uma caixa iluminada à noite e está recuada a 31 metros da calçada, como nenhum outro edifício de sua época.

philip-johnson-archdaily-reproducao

Edifício Seagram, Nova York. Foto: reprodução/Archdaily

Outro do prédio famoso assinado por Johnson, juntamente com John Burgee, é o Puerta de Europa: duas torres inclinadas que se tornaram um ícone da cidade de Madri, na Espanha. Seu trabalho mais conhecido, no entanto, é sua Casa de Vidro. Considerada uma joia da arquitetura moderna, ela foi construída em 1949 e tem na simplicidade e nas proporções perfeitas suas principais características.

Foto: reprodução/Archdaily

Casa de Vidro, New Canaan, Estados Unidos. Foto: reprodução/Archdaily

Descrito pelo júri do Pritzker como alguém que “produziu contribuições consistentes e significativas para a humanidade e ambiente construído“, Philip Johnson ainda foi agraciado com a Gold Medal do Instituto Americano de Arquitetos.

Veja outros projetos assinados por Philip Johnson.

Burj Al Arab, Dubai, Emirados Árabes. Credito: AllWalls

Burj Al Arab, Dubai, Emirados Árabes. Credito: AllWalls

Puerta de Europa, Madri, Espanha. Foto: Wikimedia Commons/Reprodução

Puerta de Europa, Madri, Espanha. Foto: Wikimedia Commons/Reprodução

New York State Pavilion, Nova York. Foto: SnapshotPhotos / Reprodução / Archdaily

New York State Pavilion, Nova York. Foto: SnapshotPhotos / Reprodução / Archdaily

AT&Y Building. Foto: David Shankbone / Archdaily / Reprodução

AT&Y Building. Foto: David Shankbone / Archdaily / Reprodução

*Haus, com informações do Archdaily.

LEIA TAMBÉM

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você