i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Decoração urbana

Apartamento com decoração despretensiosa encanta por cantinhos cheios de história e design

  • PorLuan Galani
  • 27/11/2020 12:56
Apartamento com decoração despretensiosa encanta por cantinhos cheios de história e design
| Foto: Mariana Orsi/Divulgação

Um jovem casal paulistano decidiu que era hora de fazer uma super-reforma no apartamento antigo de 112 m² em que mora no bairro Jardins. O desafio de trocar hidráulica, elétrica, marcenaria, revestimentos, portas, de redesenhar o layout e de caprichar na decoração com as peças mimo do casal ficou sob responsabilidade da arquiteta Lívia Leite, do escritório Estúdio Maré.

Siga a HAUS no Instagram

A principal intenção dos clientes era ter uma cozinha ampla, sem excessos, com uma bancada que tivesse um bom apoio para cozinhar e uma mesinha para café da manhã e almoços rápidos. Por isso a ideia inicial era abrir a cozinha para a sala.

| Mariana Orsi/Divulgação

Como a planta do imóvel não foi encontrada, apenas no início da obra descobriu-se que havia um pilar na parede entre a cozinha e sala. Lívia optou, então, por ampliar o vão da porta e colocar uma porta de vidro para integrar os espaços.

"Escolhemos os acabamentos na maioria em tons de cinza para trazer a ideia minimalista inicial, e os metais e serralheria pretos para dar ênfase para a parede de tijolinho azul marinho que também tem bastante visibilidade para quem está na sala", explica a profissional.

| Mariana Orsi/Divulgação

Um dos pontos altos do projeto é o piso de madeira tauari em paginação espinha de peixe. Só esse detalhe já proporciona aos ambientes um charme único. E as portas cinza chumbo dão uma identidade bastante urbana e jovial ao apartamento.

Na decoração, a arquiteta utilizou diversas peças de acervo da família. Como luminárias de Portugal, poltronas Luis XV com a madeira desgastada original e apenas tecidos reformados, e uma poltrona Butterfly, um ícone do design de 1938, criada em Buenos Aires, na Argentina, por Antonio Bonet, Juan Kurchan e Jorge Ferrari-Hardoy, que era o sonho do casal.

| Mariana Orsi/Divulgação

Sala de estar

O ponto de partida foi escolher um sofá superconfortável que pudesse servir não só para receber amigos quanto para assistir a filmes e séries, uma das coisas que o casal mais faz em casa. "Por isso escolhemos essa peça da Cremme, que quando aberta vira um sofá enorme", conta a arquiteta.

| Mariana Orsi/Divulgação

Sala de jantar

Integrada à sala de estar, o ponto de partida foi uma mesa redonda, que se encaixava melhor no formato quadrado do cômodo. O foco principal da sala se dá pela parede de tijolinhos branca que serve como moldura para a sala e para quem entra no apartamento.

| Mariana Orsi/Divulgação
| Mariana Orsi/Divulgação

Banheiros

O lavabo foi construído 100% do zero. O apartamento é antigo e não contava com o ambiente. "Criamos o espaço a partir da dependência de serviço, inserindo pontos de água e esgoto. Gosto de ousar nos lavabos e, por isso, quis pintar paredes e teto de verde escuro, deixando bem cenográfico", confidencia Lívia.

| Mariana Orsi/Divulgação

Cozinha

Como era o desejo principal do casal, a ideia foi conceber um espaço amplo, mas ao mesmo tempo superminimalista nos acabamentos, dando destaque apenas para a parede de tijolinhos metrô azul-marinho.

| Mariana Orsi/Divulgação

Home office

O escritório nasceu com uma dupla vocação. Quando não estivesse servindo como ambiente de trabalho, o espaço poderia virar um quarto para hóspedes. "Aproveitamos o perímetro para fazer uma grande bancada de trabalho e reformamos os guarda-roupas, que estavam em bom estado, externamente e mantivemos a sua estrutura interna original", diz Lívia.

| Mariana Orsi/Divulgação

Suíte do casal

A arquiteta valorizou o espaço de closet que criou em frente à cama. Na área da cama conseguiu instalar uma televisão na parte de trás do guarda-roupa e fez um nicho para os equipamentos da televisão.

| Mariana Orsi/Divulgação
| Mariana Orsi/Divulgação


1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • S

    Sérgio Fusquine Gonçalves

    ± 0 minutos

    POR FAVOR, CORRIJAM A ORTOGRAFIA DA MANCHETE: DESPRETENSIOSA COM "S"!!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso